X

EM BRASÍLIA

Ex-comandante da Polícia Militar do DF é preso após ordem de Moraes

O militar era o responsável pelo comando da corporação quando bolsonaristas atacaram os prédios do Congresso, Palácio do Planalto e do STF

Julia Chaib - Folhapress

Publicado em 10/01/2023 às 19:44

Atualizado em 10/01/2023 às 20:14

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O ex-comandante da Polícia Militar do Distrito Federal Fabio Augusto Vieira / Divulgação

O ex-comandante da Polícia Militar do Distrito Federal Fabio Augusto Vieira foi preso nesta terça-feira (10) por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal).

O militar era o responsável pelo comando da corporação no domingo (8) quando bolsonaristas atacaram os prédios do Congresso, Palácio do Planalto e do STF. Ele já havia sido afastado do cargo pelo interventor federal Ricardo Cappelli.

O ex-comandante ficou ferido durante a invasão aos palácios no domingo. O governo federal, integrantes da Polícia Federal e do Judiciário têm creditado à PM do DF a responsabilidade pela invasão da praça dos Três Poderes.

Nesta terça, Moraes determinou também a prisão do ex-ministro da Justiça de Jair Bolsonaro (PL) Anderson Torres.

O interventor na Segurança Pública do Distrito Federal, Ricardo Cappelli, afirmou nesta terça que a manifestação golpista promovida por militantes bolsonaristas foi possível por causa da "operação de sabotagem" nas forças de segurança locais, naquele momento comandadas por Anderson Torres, ex-ministro de Jair Bolsonaro (PL) e secretario de Segurança Pública exonerado.

A Polícia Militar tentou conter a invasão, mas, com baixo número de efetivo no local, não conseguiu evitar o avanço dos golpistas.

Integrantes do governo federal relatam à Folha de S.Paulo que, no sábado (7), foi realizada uma reunião com representantes da segurança do DF. Nesse encontro, segundo essas pessoas, o governo de Ibaneis Rocha (MDB) garantiu a segurança da Esplanada dos Ministérios.

A reunião foi realizada após o aumento do deslocamento de bolsonaristas para Brasília a partir da sexta (6).

"Havia um efetivo planejado e um efetivo real, em um certo momento esse efetivo era 3 ou 4 vezes menor que o planejado. Por que aconteceu isso? Realmente a cadeia de comando da polícia do DF que vai responder", disse o ministro da Justiça Flávio Dino nesta terça (10).

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Mau presságio? Branqueamento de corais pode ser sinal da morte dos oceanos; entenda

Estruturas são a base do Oceano

Cotidiano

Biquíni com casaco? Litoral de SP terá sol nos próximos dias, mas sem calor

Apesar da presença constante do sol, as máximas não passam dos 23 graus

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter