ECONOMIA

Por que o empréstimo consignado do Auxílio Brasil ainda não é ofertado?

O Governo anunciou que o crédito poderia ser oferecido pelos Bancos no início deste mês, mas, na prática, o produto ainda não está sendo oferecido oficialmente

Joe Silva

Publicado em 15/09/2022 às 19:22

Compartilhe:

Mais de 20 milhões de famílias terão acesso à modalidade de empréstimo, estima o Governo / Ministério da Cidadania

O Governo Federal anunciou em agosto que os brasileiros que recebem o Auxílio Brasil, poderiam contar com uma nova forma de empréstimo consignado. A ideia é que estas famílias pudessem ir aos bancos e solicitar um tipo de crédito especial e pagar este valor em parcelas, descontadas diretamente nos recebimentos mensais do benefício. Contudo, desde que o anúncio foi feito, pouco se avançou na concessão deste tipo de produto.

O que é o empréstimo consignado do Auxílio Brasil?

Em agosto foi criada a Lei 14.431, que permite bancos ofereçam empréstimo às mais de 20 milhões de famílias beneficiadas pelo programa de transferência de renda.

A lei permite que os beneficiários do Auxílio Brasil possam solicitar o consignado de até 40% do valor do repasse permanente de R$ 400 (que até dezembro será de R$ 600,00). Desta forma, o cidadão poderá ter até R$ 160 neste modelo de empréstimo. 

Por que o empréstimo consignado do Auxílio Brasil ainda não está disponível?

O impasse na concessão do consignado do Auxílio Brasil está na falta de definição quanto à taxa de juros a ser cobrada pelos bancos. Especialistas avaliam que seria um risco permitir que as instituições bancárias cobrassem uma taxa de juros sem limite, especialmente porque estas famílias já estão em vulnerabilidade social.

Uma reportagem do "Estadão" revelou que, no mês passado, quando o empréstimo do Auxílio Brasil foi anunciado, algumas instituições financeiras chegaram a fazer pré-cadastro de pessoas interessadas no crédito e estavam estimando juros de até 86% ao ano. 

Expectativa do Governo é que famílias que normalmente não têm acesso à crédito se beneficiem desta nova modalidade de empréstimo. Foto: Arquivo/Agência Brasil

 

Quando estará disponível?

Ainda não há definição sobre quando os detalhes sobre juros do consignado do Auxílio Brasil serão acertados. A equipe do Ministério da Cidadania tem realizado reuniões diárias sobre o tema. 

No mês passado, o ministro da Cidadania, Ronaldo Bento, afirmou que o empréstimo passaria a ser ofertado no início de setembro.

"A lei foi aprovada, sancionada pelo presidente, logo em seguida o presidente assinou um decreto. A portaria, o sistema para concessão, habilitação, homologação dessas empresas, uma série de documentos também. Acredito que até início do mês que vem seja tudo regulamentado", afirmou o ministro, durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto. "Em setembro deve estar operacional", completou Bento à época.

Possíveis golpes

Os cidadãos devem ficar atentos a possíveis golpes envolvendo o empréstimo consignado do Auxílio Brasil. A expectativa do governo é que o  limite dos juros seja fixado pelo menos igual ao do INSS, de 2,14%. Por isso, caso o beneficiário receba ofertas com taxas de juros muito maiores do que esta, é preciso analisar com atenção.

Até que o Governo defina todos os detalhes sobre esta modalidade de crédito, é recomendável que não sejam contratados créditos com nome  relacionado ao Auxílio Brasil.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Veja quais foram os bairros com mais roubos de celular em Praia Grande; confira

Dados foram coletados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo

Cotidiano

Free Flow registra mil motoristas irregulares por dia; sistema atende Litoral de SP

Pesquisa foi feita em uma região que já opera com o novo modelo de pedágio

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter