X

Brasil

Dieta pobre em proteína na gravidez aumenta risco de câncer de próstata

Foi o que constatou um estudo feito com ratos no Instituto de Biociências da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Botucatu

Nilson Regalado

Publicado em 13/08/2018 às 12:10

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Filhos de mães que se alimentaram com uma dieta pobre em proteínas durante a gestação e a lactação correm risco consideravelmente maior de desenvolver câncer de próstata ao envelhecer / Divulgação

Filhos de mães que se alimentaram com uma dieta pobre em proteínas durante a gestação e a lactação correm risco consideravelmente maior de desenvolver câncer de próstata ao envelhecer. Foi o que constatou um estudo feito com ratos no Instituto de Biociências da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Botucatu.

Os resultados do ensaio, apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado, foram publicados no final de julho no The Journals of Gerontology.

“Observamos em estudo anterior que a exposição intrauterina à dieta hipoproteica prejudica o desenvolvimento da próstata. Agora, comprovamos que esse efeito registrado no pós-natal aumenta a incidência de doenças prostáticas quando esses indivíduos envelhecem”, disse o professor Luís Antônio Justulin Junior.

Na avaliação de 540 dias, 33% dos descendentes machos haviam desenvolvido câncer de próstata. No grupo exposto à dieta hipoproteica durante todo o período de gravidez e também de lactação o índice de descendentes afetados por tumores na próstata foi de 50%.

Análises no décimo e no vigésimo primeiro dia de vida mostraram que, nos filhotes de mães submetidas à restrição proteica, a próstata cresce menos e apresenta atraso no desenvolvimento. A glândula também apresenta prejuízos funcionais, pois produz uma quantidade menor de secreção e conta com menos espaço para armazená-la.

No dia 540, a alta no hormônio feminino estava associada a uma baixa na testosterona, o principal hormônio masculino. A hipótese é que a exposição desse animal de idade avançada aos níveis hormonais alterados favorece o desenvolvimento tumoral. A próstata produz o fluído que nutre espermatozoides no sêmen, tornando-o mais líquido.

Justiça suspende...
A 7ª Vara Federal do DF determinou que a União não conceda novos registros a agrotóxicos que contenham glifosato, abamectina e tiram. O pedido foi feito pelo Ministério Público com base em pareceres internacionais que apontam esses produtos como cancerígenos.
 
...uso de venenos...
Na decisão, proferida no dia 3, a juíza substituta Luciana Tolentino de Moura determinou ainda que a União suspenda o registro de todos os agrotóxicos que utilizem essas substâncias até que a Anvisa conclua a reavaliação toxicológica deles. A Advocacia Geral da União recorreu.
 
...a um mês do plantio
A proibição envolve multinacionais gigantescas, que controlam o mercado de soja e milho transgênicos resistentes a venenos aplicados sobre a lavoura para matar todos os outros vegetais que cresçam em meio às plantas de interesse comercial.

 ...da safra 2018/19
A próxima safra de grãos começa a ser plantada em 30 dias, com a volta das chuvas. A safra 18/19 deve ser recorde em área plantada, geração de renda (R$ 600 bi) e exportações (US$ 100 bi).
 
Boa matéria-prima,...
O Senado acaba de aprovar o projeto que cria a Política Nacional de Incentivo à Produção de Cacau de Qualidade. De autoria do deputado Evair de Melo (PP-ES) o texto segue agora para sanção presidencial. 
 
...bom chocolate
O PL 7/2015 cria as condições para que os produtores melhorem a qualidade da fruta, matéria-prima para um bom chocolate. Assistência técnica e extensão rural especializadas, além de estímulos à sustentabilidade ambiental são algumas das ações propostas.
 
Bioplástico de glúten...
Pesquisadores da Universidade de Huelva, na Espanha, identificaram compostos biodegradáveis derivados do glúten do trigo que podem se tornar alternativas ecológicas às embalagens plásticas ­convencionais.
 
...se decompõe em 50 dias
Segundo os espanhóis, esses bioplásticos se decompõem em 50 dias, em vez de 100 a mil anos como as embalagens tradicionais, feitas a partir do petróleo. Outro ponto positivo é a não utilização de solventes, o que demanda menor gasto de energia na fabricação.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Economia

Santos é a cidade mais rentável para investir em locação de imóveis

Índice FipeZAP avaliou o mercado de locação residencial em 25 cidades e apontou duas cidades do litoral com maior rentabilidade

Guarujá

Suspeito de participação em sumiço de soldado da PM é preso em Guarujá; VEJA

Ocorrência aconteceu na manha desta sexta-feira

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter