X

Vinícola Italiana

Conheça Luciana Secches, empresária que traz legado ao mercado brasileiro sobre produção de Prosseco

A comercialização de vinhos da Vignarosa Brasil em território nacional começou em 2022, quando Luciana e seu marido efetivaram seu sonho de operar no País

Da Reportagem

Publicado em 02/03/2023 às 16:55

Atualizado em 03/03/2023 às 12:21

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

A comercialização de vinhos da Vignarosa Brasil em território nacional começou em 2022 quando Luciana, ao lado do marido, tomou a decisão de operacionalizar a Vignarosa no País / Divulgação

A comercialização de vinhos da Vignarosa Brasil em território nacional começou em 2022 quando Luciana, ao lado do marido, tomou a decisão de operacionalizar a Vignarosa no País, algo que sempre esteve presente entre os sonhos da empresária. Leia também no site da Gazeta de S.Paulo.

História

A ideia de trazer a vínicola para o Brasil se deu muito por inspiração da trajetória de seus avôs, Maria Madalena e Antonio Pietro Secches cresceram em meio aos vinhedos da Vignarosa até que em 1914, com a região do Vênetoatravessando períodos difícil devido a invasão do Império Austro Húngaro, eles, assim como muitos italianos, enxergaram no Brasil uma grande oportunidade.

E foi assim que os avôs de Luciana saíram do Porto de Gênova, nonavio Savoia, com destino ao Porto de Santos, no Brasil, abandonando toda a família ea história de trabalho.“O sentimento de gratidão pela vida e pelo que nos tornamos através do esforço, dedicaçãoe trabalho de nossos avós; o exemplo decoragem em aceitar o novo e desbravar novasoportunidades e os laços de amor que se perpetuam ao longo da história fazem com que osabor de iniciar a história da Vignarosa no Brasil torna-se ainda mais intenso. É como se agora pudéssemos continuar de onde eles pararam”, declarou Luciana Secches.

Números de produções

Buscando estar sempre atenta ao mercado, Luciana acredita na formação e informação para ajudar a alavancar os negócios, principalmente o de proseccos.

“No ano de 2022 foram produzidas com a chancela DOC e DOCG 786.000 hectolitros de bebida, 36.000 hectolitros a mais que os 750.000 hectolitros produzidos em 2021, mostrando um crescente aumento do consumo da bebida. Para se ter uma ideia desse fenômeno, em 2010 eram produzidas 23 milhões de garrafas e em 2022 foram produzidas 42 milhões de garrafas quase duplicando em 12 anos, confirmando que o mundo realmente tomou gosto pelo prosecco”, analisou a empresária.

“A bebida, além de trazer frescor ao paladar dessa geração de consumidores, chega com a mensagem de um vinho sustentável, elegante contrapondo a dureza do vinho branco de barrica, pretensioso, esnobe, agradando os mais ecléticos paladares”.

No portfólio da Vignarosa Brasil, os vinhos são:

  • Prosecco D.O.C. Treviso Park Extra Dry. Preço sob consulta. Talvez a melhor expressão do Prosecco em que os resíduos de açucares exaltam a preparação com notas frutadas e a fina efervescência, perfeito para qualquer ocasião. Ótimo com frutos do mar, massas e carnes leves
  • Prosecco D.O.C. Treviso Park Dry. Preço sob consulta. Feito exclusivamente com uvas gleras no método Charmat tem corpo fino e leve. Perfeito para acompanhar sobremesas.
  • Prosecco D.O.C. Treviso Park Brut. Preço sob consulta. Um clássico espumante com efervescência agitada e minuciosa com toque frutado. Aroma agradável de maça e Pêra e flores silvestres. Ótimo para acompanhar petiscos e frutos do mar.
  • Espumante Rosato Amorino. Preço sob consulta. Este vinho da cor rosa intensa produzido com uvas vermelhas das colinas de Treviso, tem paladar seco e toques de morango, perfeito para acompanhar refeições especialmente crustáceos e peixes de água doce, bem como galinha e coelho. Servir gelado.
  • Prosecco D.O.C. Treviso Extra Dry “40”. Preço sob consulta. De uma profunda evolução interior e paixão dos enólogos, este Prosecco de 40 anos de espera é um néctar dos deuses. Harmoniza com queijos, massas e carnes brancas.
  • Vinho Tinto Cabernet Franc. Preço sob consulta. De cor vermelho intenso tem buquê de flores, leve aroma de pimenta e pimentão com toque herbáceo. Ótima dica para acompanhar carnes de caça e molhos mais encorpados.
  • Vinho Tinto Refosco. Preço sob consulta. Elegante e de cor vibrante, este tinto é aveludado na boca com notas de cereja preta e framboesa. Perfeito para carnes, queijos curados, arroz e molhos vermelhos.
  • Os vinhos, espumantes e proseccos Vignarosa podem ser encontrados nos principais pontos de venda do país ou no e-commerce www.vignarosa.com.br.

Sobre Luciana Secches

Com Mestrado e Doutorado em ciências da saúde pela FAMERP, MBA em gestão de saúde pela FGV, Membro da AMERICAN SOCIETY OF PLASTIC SURGICAL NURSES (ASPSN), Luciana foi Professora de 2003 a 2008 na Unirp - Centro Universitário de Rio Preto, Professora de Empreendedorismo na disciplina de administração em Enfermagem da FAMERP.

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Mau presságio? Branqueamento de corais pode ser sinal da morte dos oceanos; entenda

Estruturas são a base do Oceano

Cotidiano

Biquíni com casaco? Litoral de SP terá sol nos próximos dias, mas sem calor

Apesar da presença constante do sol, as máximas não passam dos 23 graus

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter