William Shakespeare, o 1º homem a ser vacinado contra a Covid-19, morre na Inglaterra

O idoso, de 81 anos, morreu em decorrência de um derrame

Comentar
Compartilhar
27 MAI 2021Por Gazeta de S. Paulo20h02
William Shakespeare tinha 81 anos e foi o primeiro a receber a vacina da Covid-19William Shakespeare tinha 81 anos e foi o primeiro a receber a vacina da Covid-19Foto: JACOB KING/ASSOCIATED PRESS

Morreu nesta quarta-feira (25), William Shakespeare, primeiro homem a ser vacinado contra o coronavírus no Reino Unido, ainda no ano passado. O idoso, de 81 anos, morreu em decorrência de um derrame.

Em um comunicado divulgado pelo Hospital Universitário de Coventry, na Inglaterra –o mesmo em que Shakespeare foi vacinado em 8 de dezembro de 2020–, sua esposa, Joy, 53, disse que ele ficou muito grato por se tornar uma das primeiras pessoas do mundo a receber o imunizante contra a Covid-19.

"Era algo de que ele tinha muito orgulho", disse ela. "Ele adorou ver a cobertura da mídia e a diferença positiva que foi capaz de fazer na vida de tantas pessoas. Ele sempre falava com as pessoas sobre isso e sempre encorajava todos a tomar a vacina sempre que possível."

Shakespeare estava hospitalizado desde que sofreu um derrame no ano passado. Ele recebeu a primeira dose da vacina contra o coronavírus logo depois de Margaret Keenan, então com 90 anos, que ficou conhecida por ser a primeira pessoa a receber um imunizante contra a Covid-19 clinicamente autorizado e totalmente testado.

"Se eu posso tomar aos 90, então você também pode tomar", disse Keenan à época. Desde então, 56% da população adulta do Reino Unido recebeu o menos uma dose da vacina, e 34% está completamente vacinada, o que coloca o país com uma das maiores taxas de imunização do mundo.

Até esta quarta, o Reino Unido confirmou mais de 4,4 milhões de casos e 128 mil mortes por coronavírus, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins.