X
Mundo

Trump vai revogar loteria de vistos que permitiu entrada de terrorista

Sayfullo Saipov, o homem de 29 anos que atropelou ciclistas e pedestres a quadras do local onde ficavam as Torres Gêmeas, era um residente legal no país há sete anos

Donald Trump anunciou a intenção de revogar a loteria de vistos / Associated Press

Depois de uma troca de farpas nas redes sociais e de ser criticado por não telefonar para o prefeito e o governador de Nova York nas horas depois do atentado que deixou oito mortos no sul de Manhattan, Donald Trump anunciou a intenção de revogar a loteria de vistos que permitiu a entrada do terrorista do Uzbequistão nos EUA.

"Não queremos loterias, queremos um sistema baseado em mérito. É uma piada o que temos agora", disse o presidente, em discurso na Casa Branca. "Precisamos ser menos politicamente corretos. Temos de fazer tudo para proteger nossos cidadãos."

Sayfullo Saipov, o homem de 29 anos que atropelou ciclistas e pedestres a quadras do local onde ficavam as Torres Gêmeas, era um residente legal no país há sete anos.

Ele entrou nos EUA com um visto de residência concedido a imigrantes com ensino médio e que passam por uma triagem de segurança. O programa é uma loteria de permissões de entrada criado para ampliar a diversidade da população do país.

A medida foi aprovada com apoio de democratas e republicanos há 14 anos na administração de George W. Bush. Foi esse o ponto de partida de uma briga de Trump com o líder democrata no Senado, Chuck Schumer, no Twitter.

"O terrorista entrou em nosso país por meio do 'Diversity Lottery Program' [Programa de Loteria da Diversidade], uma maravilha de Chuck Schumer", criticou o presidente republicano. Schumer rebateu os tuítes do presidente dizendo que "em vez de dividir o povo e politizar" a questão, ele deveria "fazer alguma coisa" e não cortar verbas para prevenção e combate ao terror.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

São Vicente

Fundo Social promove primeiro Dia de Doar do ano nesta sexta (28)

Munícipes devem retirar as peças na sede da FSS de São Vicente

São Vicente

Justiça suspende venda do Golf Clube vicentino a pedido do MP

Juiz suspendeu assembleia do patrimônio tombado que aguardava apenas decreto regularizando decisão de Conselho

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software