Governo do SP educacao
Governo do SP educacao mob

Trump sugere que injeção de desinfetante pode tratar coronavírus

O presidente também fez alusão a supostos tratamentos para o coronavírus com radiação ultravioleta

Comentar
Compartilhar
24 ABR 2020Por Folhapress12h20
Especialistas e autoridades médicas reagiram à declaração de Trump com indignaçãoFoto: Official White House Photo/Tia Dufour/Fotos Públicas

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contrariou indicações da medicina nesta quinta-feira (23) ao sugerir que injeções de desinfetante poderiam servir de tratamento para a Covid-19.

"E aí eu vejo o desinfetante, que derruba [o coronavírus] em um minuto. Um minuto! E tem um jeito de a gente fazer algo, uma injeção dentro ou quase uma limpeza? Porque, veja bem, ele entra nos pulmões e faz um trabalho tremendo nos pulmões, então seria interessante checar isso. Então, será preciso ver com os médicos, mas soa interessante para mim", afirmou Trump em entrevista coletiva na Casa Branca.

O presidente também fez alusão a supostos tratamentos para o coronavírus com radiação ultravioleta, novamente sem corroboração científica. "Talvez seja possível, talvez não seja. Eu não sou médico. Mas eu sou, tipo, uma pessoa que tem um bom você sabe o quê", disse.

Especialistas e autoridades médicas reagiram à declaração de Trump com indignação. "Eu certamente não recomendaria a ingestão interna de desinfetante", disse Stephen Hahn, funcionário da FDA (agência de vigilância sanitária americana), à emissora CNN.

Não é a primeira vez que Trump ignora evidências científicas na pandemia da Covid-19. O presidente tem promovido a utilização da hidroxicloroquina, medicamento usado no tratamento da malária e outras doenças, mas não há estudos suficientes para confirmar sua eficácia contra o novo coronavírus -nesta semana, o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (Niaid, na sigla em inglês), dos EUA, contraindicou o uso do medicamento para tratar a Covid-19.