Trump pede apoio a candidato republicano ao Senado acusado de assédio sexual

O presidente americano disse precisar de mais republicanos na Câmara e no Senado para ajudá-lo a aprovar sua agenda

Comentar
Compartilhar
10 DEZ 2017Por Estadão Conteúdo00h34
O presidente americano disse precisar de mais republicanos na Câmara e no Senado para ajudá-lo a aprovar sua agendaFoto: Associated Press

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está pedindo que eleitores votem no republicano Roy Moore na semana que vem para a vaga no Senado pelo Estado do Alabama, mesmo após acusações de assédio sexual contra o candidato. Em um comício na cidade de Pensacola, na Flórida, Trump disse precisar de mais republicanos na Câmara e no Senado para ajudá-lo a aprovar sua agenda.

Ele ainda afirmou que o Partido Republicano "não pode se permitir perder uma cadeira no disputado" Senado norte-americano

Além de pedir votos a Moore, Trump criticou o candidato democrata e opositor a Moore, Doug Jones, afirmando que ele seria uma "completa marionete" dos líderes democratas no Congresso, Nancy Pelosi e Chuck Schumer.

As acusações indicam que Moore, de 70 anos, assediou sexualmente adolescentes há décadas, incluindo uma mulher que disse ter sido molestada quando tinha 14 anos e Moore, 30. Ele nega as acusações. Muitos republicanos pediram que Moore se afastasse das eleições na sequência das alegações de assédio sexual.