Trump explica decisão de não divulgar memorando dos Democratas

O mandatário norte-americano ainda reclamou de supostas falsas acusações.

Comentar
Compartilhar
11 FEV 2018Por Estadão Conteúdo03h18
Trump disse que mandou o Partido Democrata refazer o documento no formato adequado.Foto: Fotos Públicas/Divulgação

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, explicou há pouco sua decisão de não divulgar um memorando elaborado pelo Partido Democrata sobre abuso de vigilância contra um ex-sócio de Trump.

"Os Democratas enviaram um memorando de resposta muito longo e politizado, sabendo que o documento teria de ser amplamente reescrito, em que acusam a Casa Branca de falta de transparência. Mandei eles refazerem o memorando e encaminhar no formato adequado", escreveu Trump em sua conta oficial no Twitter.

O mandatário norte-americano ainda reclamou de supostas falsas acusações. "As vidas das pessoas estão sendo destruídas por meras alegações. Algumas são verdadeiras e outras falsas. Algumas são antigas e outras novas. Não há recuperação para alguém acusado injustamente - a vida e a carreira são perdidas. Não existe mais o devido processo legal?", questionou. 

A declaração de Trump ocorre após a Casa Branca negar ontem, citando "preocupações significativas" com a segurança nacional, um pedido dos Democratas para que fosse divulgada, da mesma forma que foi divulgado o memorando dos Republicanos, a resposta às alegações do Partido Republicano.