Trump diz que vai permitir aqueles que 'querem amar o País'

Trump reafirmou o seu apoio à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) perante os líderes militares e fez seu discurso com referências à segurança interna

Comentar
Compartilhar
07 FEV 2017Por Estadão Conteúdo23h30
O presidente dos EUA, Donald Trump, prometeu ontem permitir apenas as pessoas queFoto: Divulgação

O presidente dos EUA, Donald Trump, prometeu ontem permitir apenas as pessoas que "amem o nosso país" dentro dos Estados Unidos, defendendo suas restrições de imigração e de refugiados quando fez sua primeira visita na Base Aérea de MacDill em Tampa, na Flórida. 

Trump reafirmou o seu apoio à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) perante os líderes militares e fez seu discurso com referências à segurança interna em meio a uma batalha judicial sobre sua proibição de viagem a pessoas de sete países majoritariamente muçulmanos. Ele não se referiu diretamente ao caso que agora está na Suprema Corte, após um tribunal suspender temporariamente a proibição. A decisão está prevista para sair hoje à tarde.

"Precisamos de programas fortes" para que "pessoas que nos amem e queiram amar o nosso país sejam permitidos e aqueles que querem nos destruir e destruir nosso país sejam mantidos fora", disse Trump.

"A liberdade, segurança e justiça prevalecerão", acrescentou Trump. "Nós derrotaremos o terrorismo islâmico radical e não vamos permitir ele em nosso país".

Mais tarde, em seu Twitter, Trump escreveu: "A ameaça do terrorismo islâmico radical é muito real, basta olhar para o que está acontecendo na Europa e no Oriente Médio. Os tribunais devem agir rápido!".