X
Mundo

Trump diz que críticas de indicado à Suprema Corte a ele foram deturpadas

Na quarta (8), o senador democrata Richard Blumenthal disse que Gorsuch chamou de "desmoralizante" e "desoladora" a reação do presidente

Donald Trump afirmou que as críticas de seu indicado à Suprema Corte, Neil Gorsuch, a seus ataques à Justiça foram deturpadas / Associated Press

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quinta-feira (9) que as críticas de seu indicado à Suprema Corte, Neil Gorsuch, a seus ataques à Justiça foram deturpadas.

Na quarta (8), o senador democrata Richard Blumenthal disse que Gorsuch chamou de "desmoralizante" e "desoladora" a reação de Trump contra o Judiciário, que derrubou seu decreto que veta a entrada de imigrantes e refugiados.

Em uma rede social, o republicano acusou o parlamentar opositor de mentir sobre as declarações, embora elas tenham sido confirmadas à imprensa americana por assessores do magistrado.

"Senador Richard Blumenthal, que nunca combateu no Vietnã quando ele disse por anos que havia (grande mentira), agora deturpa o que o juiz Gorsuch disse a ele?".

Ele fez referência a uma declaração de 2008 do democrata, em que disse ter aprendido "uma coisa muito importante" na guerra. "Tanto faz o que pensemos sobre a guerra, nós devemos aos nossos militares apoio incondicional."

A participação de Blumenthal na guerra foi desmentida em 2010. Na verdade, o senador pediu dispensa quatro vezes de convocações para estudar e para trabalhar no jornal " The Washington Post" e no gabinete de Richard Nixon.

O caso foi publicado pelo jornal "The New York Times", criticado por Trump desde a campanha eleitoral. Na rede social, ele ainda atacou o repórter da CNN Chris Cuomo, que entrevistou o senador democrata na quarta (8).

"Chris Cuomo, em sua entrevista ao senador Blumenthal, nunca perguntou sobre a longa mentira sobre sua brava 'participação' no Vietnã.

Notícias falsas

Nesta quinta, o parlamentar opositor pediu a Gorsuch que critique o responsável por sua nomeação publicamente. "Elas [as críticas] precisam ser muito mais incisivas, mais evidentes e diretas do que ele fez até agora".

Ataques

No último sábado (4), o republicano começou uma série de críticas aos magistrados depois que o juiz federal, James Robart, de Seatlle, aprovou uma liminar que derrubou o veto à entrada de imigrantes de sete países islâmicos.

Por uma rede social, ele chamou Robart de "suposto juiz" e qualificou a decisão como ridícula. No dia seguinte, Trump disse que os cidadãos deveriam culpar o magistrado e o Judiciário "se acontecesse alguma coisa" ao país.

O alvo passou a ser a 9ª Corte de Apelações, sediada em San Francisco, que rejeitou recurso do governo. O tribunal ainda avalia a liminar que levou ao veto, após o governo e os detratores da medida apresentarem seus argumentos.

A última declaração foi feita nesta quarta : "Os juízes parecem ser tão políticos, e seria ótimo para o nosso sistema judiciário se eles fizessem o que é certo", disse Trump.

"Eles estão interpretando as coisas diferente de provavelmente 100% das pessoas nesta sala. Nós queremos segurança."

A audiência foi transmitida ao vivo pela TV, e Trump disse que acompanhou espantado: "ouvi coisas que eu não podia acreditar".

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Oportunidade

Praia Grande tem 23 vagas de emprego disponíveis no PAT

Interessados devem comparecer ao local para retirar carta de encaminhamento

Cotidiano

Prefeitura de Mongaguá promove protagonismo infantil em minissérie

O projeto 'Liga do ECA' foi inspirado pela 'Liga da Justiça' e as crianças puderam construir seus personagens de acordo com os ensinamentos passados pelos educadores

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software