X

Mundo

Terremoto deixa ao menos 98 mortos na Indonésia

Segundo a agência de gestão de desastres do país, só será possível saber a extensão do terremoto quando cerca de 13 mil casas atingidas pelo tremor forem examinadas

Folhapress

Publicado em 06/08/2018 às 21:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Ao menos 98 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas neste domingo (5), quando a ilha de Lombok, na Indonésia, foi atingida por um terremoto de magnitude 7, afirmaram as autoridades.

Segundo o porta-voz da agência nacional de gestão de desastres, Sutopo Purwo Nugroho, o número ainda pode crescer. Ele afirmou que só será possível saber a real extensão do terremoto quando as cerca de 13 mil casas atingidas pelo tremor forem examinadas.

A agência pediu que as pessoas ficassem longe do mar - ainda que uma alerta inicial de tsunami inicialmente emitido tenha sido suspenso.

Testemunhas disseram que o terremoto cresceu em intensidade durante vários segundos, quebrando janelas e portas. Tremores secundários foram registrados.

A maioria das mortes ocorreu nas regiões norte e oeste de Lombok.

Na cidade de Mataram, o fornecimento elétrico foi cortado e os pacientes tiveram de ser retirados dos principais hospitais.

Imagens divulgadas pela imprensa mostravam pacientes em macas fora de uma clínica, enquanto eram atendidos por médicos.

O sismo foi sentido por vários segundos também na ilha de Bali, onde as pessoas saíram correndo de casas, hotéis e restaurantes.

"Todas as pessoas no hotel estavam correndo, então eu também corri. As pessoas lotaram as ruas", disse a turista australiana, Michelle Lindsay. "Diversas autoridades pediram para as pessoas não entrarem em pânico."

O ministro da Justiça e de Assuntos Internos, Kasiviswanathan Shanmugam, disse que estava no décimo andar de um hotel que tremeu de forma vigorosa, fazendo rachaduras nas paredes. "Era impossível de ficar em pé.

Como a região é marcada pela grande presença de resorts, o tremor provocou pânico entre turistas. Houve pequenos danos nos aeroportos de Lombok e de Bali, que, porém, não pararam suas atividades.

O abalo veio uma semana depois de outro de magnitude 6.4 que deixou 14 pessoas mortas na região.

A Indonésia está situada no Círculo do Fogo, um arco de vulcões e falhas geológicas na bacia do Pacífico.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Nacional

Após o Carnaval, casos de covid disparam 83,2% no estado de São Paulo

As novas infecções foram impulsionadas pelas aglomerações recentes, além da circulação de subvariantes da ômicron

LUTA PELA SAÚDE

Cubatão tem Dia D de combate à dengue nesta sexta

Conheça as práticas tomadas pelo município para o combate do mosquito responsável pela transmissão da enfermidade

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter