Polícia portuguesa apreende escritura do castelo de Lisboa à venda no OLX

Datado como sendo de janeiro de 1383 - mais de 117 anos antes do descobrimento do Brasil -, o manuscrito descreve a entrega do castelo pelo alcaide Martim Afonso Valente a d. João Afonso Telo

Comentar
Compartilhar
22 NOV 2018Por Folhapress21h40
A polícia portuguesa apreendeu a escritura do castelo de Lisboa à venda no OLXA polícia portuguesa apreendeu a escritura do castelo de Lisboa à venda no OLXFoto: Reprodução/Wikipedia

Uma operação da Polícia Judiciária de Portugal apreendeu um pergaminho do século 14 que estava à venda no OLX. O documento, anunciado por 750 euros (R$ 3.267) na popular plataforma de vendas, é uma escritura original de um dos principais pontos turísticos lusitanos: o castelo de Lisboa, também conhecido como castelo de São Jorge.

Datado como sendo de janeiro de 1383 -mais de 117 anos antes do descobrimento do Brasil-, o manuscrito descreve a entrega do castelo pelo alcaide Martim Afonso Valente a d. João Afonso Telo, o conde de Barcelos.

Antes de apreender o documento, que estava na região do Porto, no norte do país, as autoridades portuguesas tentaram comprá-lo, exercendo o direito de prioridade, previsto na lei, para casos do tipo.

Segundo o jornal "Público", a chefe de divisão de tratamento técnico documental e aquisições da Torre do Tombo, Rosa Azevedo, entrou em contato com o vendedor por e-mail, falando em uma "possível aquisição" e pedindo para ver o documento de perto.

Diante da negativa do anunciante, que afirmou que a peça já havia sido vendida, o órgão do patrimônio histórico português tomou medidas mais duras e pediu que a polícia interviesse.

"Dada a importância e valor inestimável do documento, e lograda que foi a tentativa de compra por parte do Arquivo Nacional, esta instituição comunicou o seu eventual descaminho da legítima tutela do Estado, dando origem a investigação", diz a Polícia Judiciária, em nota.

Em Portugal, assim como no Brasil, não são raros os casos de documentos históricos furtados ou desviados das instituições responsáveis. De vez em quando, é possível encontrar alguns deles à venda na internet.

O pergaminho será analisado e, caso as informações preliminares de que se trata de um documento autêntico se confirmem, ele será enviado para a Torre do Tombo, onde estão guardados principais documentos da história de Portugal.