X
Mundo

Polícia britânica acredita que agressor agiu sozinho

A polícia disse ainda no sábado que não há informações que indiquem que novos ataques estão planejados

A polícia britânica segue investigando o ataque ocorrido nos arredores do Parlamento / Associated Press

A polícia britânica segue investigando o ataque ocorrido nos arredores do Parlamento. A crença é de que o agressor agiu sozinho. Uma reconstrução detalhada da polícia descobriu que o ataque durou 82 segundos, antes de Masood ser morto a tiros.

A polícia disse ainda no sábado que não há informações que indiquem que novos ataques estão planejados. O assistente do delegado, Neil Basu, disse que talvez seja difícil determinar exatamente as motivações do agressor Khalid Masood. "Mas mesmo que ele tenha agido sozinho no planejamento, precisamos estabelecer com clareza absoluta a razão, para trazer tranquilidade aos londrinos", comentou.

O grupo do Estado islâmico afirmou que Masood era um "soldado" propagando o desejo para que partidários da causa ataquem os países ocidentais.

Um homem permanece sob custódia, mas ele não foi acusado. Nove pessoas que foram presas após o ataque foram libertadas sem serem acusadas e uma delas foi libertada sob fiança.

A família do policial morto, Keith Palmer, publicou uma declaração agradecendo àqueles que tentaram salvar sua vida.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Oportunidade

Praia Grande tem 23 vagas de emprego disponíveis no PAT

Interessados devem comparecer ao local para retirar carta de encaminhamento

Cotidiano

Prefeitura de Mongaguá promove protagonismo infantil em minissérie

O projeto 'Liga do ECA' foi inspirado pela 'Liga da Justiça' e as crianças puderam construir seus personagens de acordo com os ensinamentos passados pelos educadores

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software