X

Mundo

Perante líderes muçulmanos, papa pede fim da violência em nome de Deus

"Vamos repetir um 'não' forte e claro a qualquer forma de violência, vingança e ódio cometido em nome da religião ou em nome de Deus", disse o pontífice

Agência Brasil

Publicado em 28/04/2017 às 22:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O papa Francisco pediu há pouco, em discurso feito a líderes muçulmanos reunidos no Cairo nesta sexta-feira (28), que digam "um não forte e claro" a toda violência cometida em nome de Deus e alertou contra a "instrumentalização" da religião por parte de projetos de poder. As informações são da agência espanhola EFE.

"Vamos repetir um 'não' forte e claro a qualquer forma de violência, vingança e ódio cometido em nome da religião ou em nome de Deus", disse o pontífice na Conferência Internacional de Paz, que termina hoje na capital egípcia.

O papa também advertiu nesse fórum organizado pela Universidade islâmica de Al-Azhar, instituição de referência para os muçulmanos sunitas, que os responsáveis religiosos precisam "desmascarar a violência que se disfarça de suposta sacralidade".

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Acidente prejudica trânsito na Ponte dos Barreiros, nesta terça (11); VEJA O VÍDEO

Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e o Samu seguem no local atendendo a ocorrência

Nacional

Radares 'caçadores' de carros roubados já funcionam no Brasil; saiba onde

Os primeiros testes já foram realizados

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter