X
Mundo

Papa defende desarmamento nuclear e combate às mudanças climáticas

O pontífice disse que havia uma necessidade de 'trabalhar com determinação para construir um mundo sem armas nucleares'

Papa defende desarmamento nuclear e combate às mudanças climáticas / Divulgação

O papa Francisco pediu, neste domingo (10), aos líderes mundiais que trabalhem a favor do desarmamento nuclear para proteger os direitos humanos, em particular os de pessoas mais desfavorecidas.

O pontífice disse que havia uma necessidade de "trabalhar com determinação para construir um mundo sem armas nucleares", falando da janela do apartamento papal com vista para a praça de São Pedro.

Com as crescentes tensões entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte, o Papa alertou, repetidamente, contra os catastróficos efeitos humanitários e ambientais dos dispositivos nucleares e pediu que um terceiro país faça a mediação da disputa.

Na oração semanal do Angelus, ele acrescentou que homens e mulheres do mundo tinham "a liberdade, a inteligência e a capacidade de orientar a tecnologia, limitar seu poder, a serviço da paz e do verdadeiro progresso".

Forte defensor do meio ambiente, o pontífice disse ainda ter esperança de que as pessoas vão perceber "a necessidade de adotar decisões verdadeiramente eficientes para combater as mudanças climáticas" enquanto também enfrentam a pobreza.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Taça das Favelas Guarujá abre inscrições

Torneio promete mobilizar mais de mil adolescentes de comunidades da cidade

Cotidiano

Travessias Litorâneas não terão tarifas reajustadas pelo quarto ano consecutivo

Governo de SP mantém investimentos constantes nas travessias, garantindo mais agilidade e confiabilidade

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software