Oposição prepara novas manifestações para intensificar pressão contra Maduro

Mais de sete milhões de eleitores rechaçaram, no domingo, o processo constituinte em uma consulta popular simbólica, organizada pelos opositores

Comentar
Compartilhar
17 JUL 2017Por Estadão Conteúdo19h30
Oposição prepara novas manifestações para intensificar pressão contra MaduroOposição prepara novas manifestações para intensificar pressão contra MaduroFoto: Agência EFE

A oposição venezuelana prepara uma nova rodada de manifestações para intensificar as pressões contra o presidente Nicolás Maduro e sua iniciativa de reformar a Constituição, anunciou, nesta segunda-feira, o deputado oposicionista Julio Borges.

Mais de sete milhões de eleitores rechaçaram, no domingo, o processo constituinte em uma consulta popular simbólica, organizada pelos opositores, para desafiar o governo e tornar clara a rejeição de parte da população venezuelana à iniciativa do governo Maduro. Após a votação, o presidente da Assembleia Nacional, Julio Borges, disse que a oposição entrou em uma nova fase, que envolve o aprofundamento das ações de rua para conseguir a "pressão necessária" que pararia a Assembleia Nacional Constituinte, cujos membros serão eleitos em duas semanas.

Em entrevista à estação de rádio local Exitos, Borges anunciou que a aliança de oposição também irá intensificar os esforços para alcançar uma maior pressão internacional contra o governo de Nicolás Maduro, que, mesmo após 108 dias de protestos, não cedeu à pressão dos adversários para a convocação de eleições gerais.