Maduro diz que papa fez "seu melhor esforço" por diálogo na Venezuela

Francisco considerou que uma nova tentativa de facilitação de diálogo político na Venezuela deve ocorrer em "condições muito claras"

Comentar
Compartilhar
01 MAI 2017Por Agência Brasil21h30
Nicolás Maduro elogia declarações do papa Franciscopelo diálogo político na VenezuelaENicolás Maduro elogia declarações do papa Franciscopelo diálogo político na VenezuelaEFoto: EPA/Agência EFE/Cristian Hernandez/Direitos Reservados

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou hoje (30) que o papa Francisco "entregou seu melhor esforço" para que aconteça o diálogo político em seu país e expressou seu respeito às declarações de ontem do pontífice sobre este mecanismo. As informações são da Agência EFE.

"Ontem (29), (membros da oposição) criticaram o papa Francisco. Eu respeito as expressões do papa Francisco, eu o respeito", disse Maduro em seu programa transmitido pelo emissora estatal VTV.

O presidente venezuelano declarou que o papa "entregou seu melhor esforço para o diálogo", após lembrar que a oposição não quer dialogar e que "fogem apavorados" cada vez que ele convoca conversas.

Neste sábado, o papa Francisco considerou que uma nova tentativa de facilitação de diálogo político na Venezuela, como a que participou recentemente o Vaticano, deve ocorrer em "condições muito claras".

"Acredito que tem de ser em condições muito claras. Parte da oposição não quer isto, o que é curioso. A própria oposição está dividida e, por outro lado, parece que os conflitos se aguçam mais, mas há algo em movimento,"  acrescentou o papa.

Nesse sentido, o candidato à presidência da Venezuela e governador do estado de Miranda, Henrique Capriles, criticou a declaração do papa sobre a oposição venezuelana e assegurou que esta não está dividida.

A oposição venezuelana abandonou o diálogo em dezembro do ano passado, após garantir que o governo Maduro não cumpriu os acordos alcançados nessas conversas.