X
Mundo

Kim Jong-un e seu pai usaram passaportes brasileiros para obter vistos ocidentais

A Embaixada da Coreia do Norte no Brasil não quis comentar. O Itamaraty afirmou que está investigando o caso.

Os passaportes podem ter sido usados em viagens para o Brasil, o Japão e Hong Kong / Associated Press

O ditador norte-coreano, Kim Jong-un, e seu pai, hoje falecido, Kim Jong-il, obtiveram de maneira fraudulenta passaportes brasileiros para requisitar vistos para visitar países ocidentais nos anos 1990, afirmaram à agência de notícias Reuters cinco fontes de segurança europeias.

A Embaixada da Coreia do Norte no Brasil não quis comentar. O Itamaraty afirmou que está investigando o caso.

Uma fonte brasileira que falou sob condição de anonimato afirmou que os dois passaportes em questão são documentos legítimos que haviam sido enviados em branco para serem emitidos por consulados.

Os passaportes foram emitidos nos nomes de Josef Pwag e Ijong Tchoi e usados para requisitar vistos em pelo menos dois países ocidentais. Não está claro se os vistos foram emitidos.

Os passaportes podem ter sido usados em viagens para o Brasil, o Japão e Hong Kong, afirmaram fontes de segurança.

Ambos possuem um selo que diz "Embaixada do Brasil em Praga" com uma data de emissão de 26 de fevereiro de 1996.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Guarujá

Força-Tarefa de Guarujá atende uma ocorrência de perturbação de sossego por hora

Média corresponde ao período de 20 de outubro a 20 de novembro, no qual foram atendidos 805 chamados dessa natureza em Guarujá

Brasil

Morre a atriz Mila Moreira aos 72 anos, no Rio de Janeiro

Causa da morte não foi divulgada

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software