Foto que sugere beijo do papa Francisco em líder muçulmano viraliza

Os dois líderes religiosos assinaram uma declaração a favor da paz mundial, pedindo o fim das guerras no Oriente Médio

Comentar
Compartilhar
05 FEV 2019Por Folhapress17h35
Após a assinatura do documento, os dois se cumprimentaram com um beijo no rostoFoto: Reprodução

A viagem do papa Francisco aos Emirados Árabes Unidos, de ampla maioria muçulmana, em busca de paz no Oriente Médio, foi a primeira de um líder máximo do catolicismo à região. Mas o que chamou mais a atenção na visita até o momento foi uma foto pouco abonadora para ele.

Na segunda-feira (4), em um dos compromissos em Abu Dhabi, uma das principais cidades dos EAU, o papa se encontrou com o imã egípcio Ahmed al-Tayeb. Os dois líderes religiosos assinaram uma declaração a favor da paz mundial, pedindo o fim das guerras no Oriente Médio.

Após a assinatura do documento, os dois se cumprimentaram com um beijo no rosto. No entanto, uma foto tirada do momento sugere um beijo na boca. A imagem rodou o mundo.

"Eu beijei o papa e gostei disso", brincou um internauta, parodiando a canção "I Kissed a Girl", de Katy Perry, que fala de uma relação homossexual "para experimentar". "Então o papa pode beijar homens, mas outros homens não podem?", brincou outro.

A história fica ainda mais curiosa devido a uma grande coincidência: o mesmo imã egípcio já foi retratado beijando um papa -no caso, Bento 16- em uma campanha publicitária da Benetton veiculada em 2011. Na peça, a grife italiana fez montagens com líderes mundiais antagônicos se beijando. Houve uma grande polêmica, e a Igreja Católica fez um acordo para que a imagem fosse tirada de circulação.

O papa Francisco fica nos Emirados Árabes até esta terça-feira (5). Na última aparição pública no país, ele participou de uma missa em um estádio para cerca de 170 mil pessoas.

Colunas

Contraponto