Explosão deixa 19 mortos e 50 feridos em atentado na Inglaterra

Policiais armados ocuparam as ruas do entorno da Arena Manchester e trabalham para afastar o público da região

Comentar
Compartilhar
22 MAI 2017Por Folhapress21h32
Ao menos 19 pessoas morreram no atentadoFoto: Associated Press

A polícia da cidade britânica de Manchester confirmou que uma explosão na Manchester Arena após o término do show da cantora americana pop Ariana Grande na noite desta segunda-feira (22) deixou ao menos 19 mortos e 50 feridos.

"Serviços de emergência estão respondendo a relatos de uma explosão na Manchester Arena. Há um número de mortes confirmadas e outros feridos. Por favor evitem a área uma vez que serviços de emergência estão trabalhando incansavelmente no local", disse a polícia de Manchester em comunicado.

As autoridades não informaram mais detalhes do ocorrido. Policiais armados ocuparam as ruas do entorno da arena e trabalham para afastar o público da região.

O porta-voz da cantora afirmou que Ariana Grande "passa bem". A Manchester Arena tem capacidade para 21 mil pessoas e é o maior ginásio da Europa.

Pouco antes das 23h locais (19h em Brasília) começaram a circular relatos nas redes sociais de uma explosão no final da apresentação. Imagens da TV mostravam vários carros da polícia e ambulâncias chegando à arena. Um veículo da unidade antibombas da polícia também estava no local.

A estação de metrô Manchester Victoria, vizinha ao ginásio, foi fechada, e os passageiros foram retirados dos trens. A empresa de trens britânica Network Rail informou que as linhas que passam pela estação foram bloqueadas

O estudante Oliver Jones, 17, que estava no show de Ariana, disse ao jornal "The Guardian" que ouviu "uma grande explosão logo após o fim do show, quando as pessoas começavam a sair".

"Houve uma explosão no final do show. As luzes já estavam acesas então sabíamos que aquilo não era parte do show", afirmou Erin McDougle, 20, ao jornal britânico.
"Primeiro pensamos que era uma bomba. Havia muita fumaça. As pessoas começaram a correr. Quando saímos da arena havia dezenas de carros policiais e ambulâncias."

"Estávamos saindo quando houve uma grande explosão e todo mundo estava gritando", disse Catherine Macfarlane à agência Reuters.

Um vídeo filmado dentro do ginásio mostra adolescentes gritando enquanto correm em meio a balões cor-de-rosa, após o término do show.

O Reino Unido está no segundo nível mais alto de alerta terrorista, indicando que um ataque é altamente provável. Em março, um homem matou três pessoas e feriu 40 após um atentado no Parlamento, em Londres.