X
Mundo

'Estamos prontos', diz Macron em pronunciamento sobre invasão da Ucrânia

Além de colocar que a França se mantém ao lado da Ucrânia -"sua liberdade é a nossa"-, Macron prometeu que "esse ato de guerra" será respondido "sem fraqueza, com sangue frio, determinação e unidade"

'Estamos prontos', diz Macron em pronunciamento sobre invasão da Ucrânia / FRANCOIS MORI/ASSOCIATEDPRESS/ESTADÃOCONTEÚDO

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse que os aliados fizeram de tudo para evitar a crise na Ucrânia, mas que ela chegou. "Estamos prontos", afirmou em pronunciamento aos franceses.

O mandatário se reuniu com Vladimir Putin neste mês para tentar viabilizar uma solução que evitasse o conflito, aproveitando sua proximidade com o presidente russo. As iniciativas diplomáticas ocidentais, no entanto, acabaram sem sucesso.

"Ao escolher a guerra, a Rússia não atacou apenas a Ucrânia", disse o francês. "Decidiu realizar o mais grave ataque à paz e à estabilidade de nossa Europa em décadas."

Além de colocar que a França se mantém ao lado da Ucrânia -"sua liberdade é a nossa"-, Macron prometeu que "esse ato de guerra" será respondido "sem fraqueza, com sangue frio, determinação e unidade".

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.


Também garantiu que as sanções serão à altura das ações, tanto no contexto militar quanto econômico, assim como na questão da energia -algo que vinha sendo evitado devido aos laços dos europeus com os russos nesse sentido.

"Haverá consequências duráveis, profundas em nossa vida, na geopolítica do nosso país", avaliou, no fim. "Estaremos juntos para responder."

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Veja os valores de Soteldo no Santos; Corinthians tenta Michael e mais dois

Política

Bolsonaro nega almoço com Guilherme de Pádua e pede respeito a Gloria Perez

Ele afirmou haver uma "exploração leviana" da morte da filha de Gloria Perez no caso

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software