X
Mundo

Em depoimento, ex-diretor do FBI revela pressão de Trump por lealdade

As declarações foram antecipadas de depoimento que James Coomey dará à Comissão de Inteligência do Senado, nesta quinta-feira (8)

James Coomey revelou pressão de Donald Trump por lealdade / Associated Press

O ex-diretor do FBI James Coomey revelou em testemunho que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lhe pediu para recuar de investigação sobre condutas de Michael Flynn, que foi seu conselheiro de Segurança Nacional e é investigado por seus contatos com o governo russo.

As declarações foram antecipadas de depoimento que Coomey dará à Comissão de Inteligência do Senado, nesta quinta-feira (8).

"Eu preciso de lealdade. Eu espero lealdade", teria dito Trump durante um jantar em janeiro, de acordo com documentos divulgados um dia antes do testemunho planejado.

Na declaração, Comey afirma que, durante a refeição, Trump o perguntou se ele queria permanecer como diretor do FBI. O ex-diretor teria respondido que planejava cumprir seu mandato de dez anos e "não estava do lado de ninguém politicamente".

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Polícia Civil desmonta laboratório de drogas em São Vicente

Durante ação em combate ao tráfico, equipe apreendeu grande quantidade de crack, cocaína, lança-perfume e maconha 

Santos

Condomínio é multado em mais de R$ 4 mil após zelador despejar tinta e atingir canal de Santos

Funcionário foi identificado pelas câmeras do CCO ao descartar a substância na rede pluvial na Praça Washington, no José Menino

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software