Deputada britânica morre após ser baleada no norte da Inglaterra

A deputada britânica Jo Cox, de 41 anos, foi ferida a tiros nesta quinta-feira (16) em Birstall, no norte da Inglaterra

Comentar
Compartilhar
16 JUN 2016Por Folhapress17h00
A deputada britânica Jo Cox, de 41 anos, foi ferida a tiros nesta quinta-feira (16) em Birstall, no norte da InglaterraA deputada britânica Jo Cox, de 41 anos, foi ferida a tiros nesta quinta-feira (16) em Birstall, no norte da InglaterraFoto: Divulgação

A deputada britânica Jo Cox, de 41 anos, morreu após ser ferida a tiros nesta quinta-feira (16) em Birstall, no norte da Inglaterra.

Cox foi atacada por volta das às 13h locais (9h em Brasília). Ela foi socorrida e morreu uma hora depois.
Eleita em 2015, Cox tinha dois filhos.

Além da deputada, um homem de 77 anos ficou ferido no ataque, mas sem gravidade.

A polícia prendeu um suspeito, de 52 anos, encontrado com armas. Segundo a polícia, a investigação indica que ele agiu sozinho, e não estão sendo procurados outros suspeitos. A polícia britânica confirmou a morte da parlamentar e disse que não pode discutir os prováveis motivos para o ataque.

Ataques violentos contra políticos são raros no Reino Unido.

Cox era deputada trabalhista partidária da permanência do Reino unido na União Europeia -a votação está marcada para a próxima semana, e a disputa está acirrando ânimos entre os britânicos. Relatos iniciais sobre o ataque diziam que seu agressor gritou "Reino Unido primeiro", um lema da ultradireita britânica.

O premiê britânico, David Cameron, cancelou um discurso que faria na campanha contra o rompimento com a União Europeia, e lamentou a morte de Cox.

"A morte de Jo Cox é uma tragédia. Ela era uma deputada comprometida e interessada", disse.
As duas campanhas em torno do plebiscito sobre a manutenção do Reino Unido na União Europeia suspenderam suas atividades nesta quinta por conta da morte da deputada.