Cruzeiro com 130 infectados pelo coronavírus será examinado por especialistas

Mais de 130 pessoas foram diagnosticadas com o novo coronavírus

Comentar
Compartilhar
11 FEV 2020Por Agência Brasil08h58
Os membros da equipe são especializados em controle de doenças contagiosas em centros de evacuaçãoFoto: Agência Brasil / Kim Kyung-Hoo

Uma equipe de especialistas em doenças contagiosas no Japão vai pesquisar a situação no navio de cruzeiro atingido pelo surto de coronavírus para evitar que a doença se espalhe ainda mais.

Até a segunda-feira (10) mais de 130 pessoas a bordo do Diamond Princess, que está ancorado no Porto de Yokohama, foram diagnosticadas com o novo coronavírus e hospitalizadas.

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão recomenda que os cerca de 3.600 passageiros e tripulantes que ainda estão a bordo devem, em princípio, permanecer em suas cabines durante o período de duas semanas de quarentena que teve início no dia 5 de fevereiro.

A Sociedade Japonesa para Prevenção e Controle de Infecções, composta de especialistas em doenças contagiosas, decidiu enviar na terça-feira (11) uma equipe ao navio para a realização de uma pesquisa de campo.

Os membros da equipe são especializados em controle de doenças contagiosas em centros de evacuação e outros locais atingidos por desastres. Eles vão estudar as condições dos passageiros que se encontram a bordo e certificar-se de que estão adotando medidas básicas de higiene, como desinfetar as mãos.

A sociedade acrescentou que vai recomendar medidas preventivas essenciais à companhia que opera o navio, funcionários do Ministério da Saúde e outras autoridades, com base nos resultados do levantamento.