Cinco dos mortos em atropelamento de Nova York eram argentinos

Ao todo, oito pessoas foram mortas no ataque que ocorreu no sul de Manhattan, em uma região com alta presença de turistas

Comentar
Compartilhar
01 NOV 2017Por Folhapress12h01
Vítimas faziam parte de um grupo de dez amigos que foram a Nova YorkFoto: Associated Press

O Ministério de Relações Exteriores da Argentina anunciou que cinco pessoas mortas no atropelamento desta terça-feira (31) em Nova York eram do país. Ao todo, oito pessoas foram mortas no ataque que ocorreu no sul de Manhattan, em uma região com alta presença de turistas.

Segundo a nota do governo, as vítimas foram identificadas como Hernán Diego Mendoza, Diego Enrique Angelini, Alejandro Damián Pagnucco, Ariel Erlij e Hernán Ferruchi.

Eles faziam parte de um grupo de dez amigos que foi a Nova York para comemorar 30 anos de formado.
Vídeo mostra fuga de atropelador

Todos os integrantes da caravana eram da cidade de Rosário, segundo o jornal "Clarín".

Além dos mortos, um outro integrante do grupo ficou ferido no ataque e está no hospital, em estado estável -o restante saiu ileso.

Além dos cinco argentinos, o governo da Bélgica disse que uma turista do país também morreu no atropelamento e outras três pessoas ficaram feridas. Os nomes não foram revelados. A identidade das outras vítimas não foi divulgada.