X
Mundo

Cientistas usam edição de DNA para extrair HIV de camundongos

A pesquisa, da Universidade Temple e da Universidade de Pittsburgh, foi recentemente publicada no periódico científico 'Molecular Therapy'

Cientistas usaram a edição de DNA para extrair o vírus HIV de camundongos / Reprodução

Pesquisadores, pela primeira vez, utilizaram a ferramenta de edição gênica Crispr para eliminar o HIV de animais vivos infectados.

A pesquisa, de pesquisadores da Universidade Temple e da Universidade de Pittsburgh, foi recentemente publicada no periódico científico "Molecular Therapy".

Com a técnica Crispr é possível eliminar pedaços de genoma defeituosos e substituí-los por uma versão correta do DNA.

De início, os pesquisadores, com a Crispr, tornaram inativo o HIV em camundongos transgênicos, alcançando uma redução entre 60% e 95% da expressão do RNA viral.

Em seguida, o teste foi com o EcoHIV -nos camundongos, equivalente ao HIV humano. Nesse caso, a extração teve sucesso de 96%.

Por fim, os cientistas utilizaram roedores com células imunes humanas -sistema atacado, no corpo humano, pelo HIV. Utilizando a técnica Crispr, os pesquisadores tiveram sucesso na extração do vírus das células.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Vem Aí

Guarujá sedia 5ª edição do Conexidades de 7 a 11 de junho

Evento ocorrerá das 7 às 19 horas e é uma realização da União dos Vereadores do Estado de São Paulo (Uvebs)

Novidade

Sabesp disponibiliza atendimento pelo WhatsApp para clientes residenciais

Aplicativo de mensagens recebe consultas sobre débitos, pedidos de segunda via da conta e registros de falta d'água, vazamentos ou qualidade da água

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software