X

Mundo

Brasileiro detém homem que esfaqueava crianças em Dublin e irlandeses fazem vaquinha para agradecer

Vaquinha virtual já arrecadou mais de R$ 1,7 milhão

Folhapress

Publicado em 25/11/2023 às 11:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O entregador brasileiro Caio Benicio acertou o agressor com seu capacete, evitando que o ataque continuasse / Reprodução

O entregador brasileiro Caio Benicio passava próximo a uma escola quando viu um homem começar a esfaquear cinco pessoas, três delas crianças, na quinta-feira (23), na região central de Dublin, na Irlanda. Por "puro instinto", ele pulou da moto que guiava e acertou o agressor com seu capacete, evitando que o ataque continuasse.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

"Não foi uma decisão que tomei, foi instinto puro, tudo acabou em segundos. Ele [o agressor] caiu no chão, eu nem vi aonde foi a faca, e outras pessoas intervieram", afirmou à imprensa irlandesa.

"Eu mesmo tenho duas crianças, então tive que fazer algo. Fiz o que qualquer um faria. Pessoas que estavam lá não conseguiram agir porque [o agressor] estava armado, mas eu sabia que poderia usar meu capacete", disse. Benicio afirmou à reportagem que nem lembrava onde deixou sua moto --provavelmente dentro da área isolada pela polícia no local do crime.

Uma menina de cinco anos e uma mulher de cerca de 30 sofreram ferimentos graves no ataque. Outras duas crianças, um menino de cinco anos e uma menina de seis, sofreram ferimentos leves.

Poucas horas depois do ataque, uma das principais vias de Dublin foi tomada por manifestantes anti-imigração sob o pretexto de que o autor do esfaqueamento era estrangeiro --as autoridades irlandesas não confirmaram essa hipótese, embora também não descartem a tese de que o ataque foi um ato terrorista.

O transporte público foi suspenso na cidade após confrontos entre a polícia e os manifestantes, que bradavam slogans anti-imigração na rua O'Connell. "Há um grupo de pessoas, bandidos, criminosos, que estão usando esse ataque terrível para semear divisão", afirmou a ministra da Justiça, Helen McEntee.

Benicio se mudou para a Irlanda depois que um restaurante do qual ele era dono queimar no Brasil, onde seus filhos ainda residem.

Viaturas e ônibus foram queimados e lojas saqueadas no protesto violento. "Parece que eles não gostam de imigrantes. Bem, eu sou um imigrante e fiz o que eu podia para tentar salvar aquela menina", afirmou Benicio ao site The Journal, quando perguntado sobre os atos posteriores ao ataque.

O comissário de polícia afirmou que todas as linhas de investigação relacionadas ao ataque permanecem abertas, contradizendo outro agente que havia dito antes a jornalistas que a polícia tinha concluído que o incidente não tinha relação com terrorismo.

Protestos violentos são quase inexistentes em Dublin. Não há partidos de extrema direita ou políticos dessa ideologia eleitos no Parlamento, mas pequenos atos anti-imigrantes e manifestações xenofóbicas têm crescido no último ano. O governo está revisando a segurança em torno do Parlamento após um protesto recente que deixou os parlamentares presos no prédio.

 

VAQUINHA VIRTUAL

Uma arrecadação online juntou mais de 331 mil euros (cerca de R$ 1,7 milhão) para o brasileiro Caio Benicio.

A arrecadação no site gofundme.com para o entregador brasileiro tem o título de "compre uma cerveja para Caio Benicio" e tinha uma meta de 200 mil euros -um usuário fez uma única doeção de 1.500 euros. Outra vaquinha juntou 81 mil euros para um funcionário da escola que cuidava das crianças no momento do ataque e ajudou a mantê-las afastadas.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

MANIFESTAÇÃO NA PAULISTA

Bolsonaro reúne milhares na Paulista e nega trama golpista

Bolsonaro disse ainda durante ato em São Paulo que tem levado 'pancadas' e falou em 'perseguição' contra ele

ATO NA PAULISTA

Tarcísio enaltece Bolsonaro e cobra segurança jurídica em discurso na Paulista

O governador Tarcísio de Freitas cobrou liberdade de expressão e segurança jurídica no País neste domingo (25) em discurso na avenida Paulista e celebrou o legado do ex-presidente Jair Bolsonaro

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter