X
Mundo

Atentado com carro-bomba mata ao menos oito pessoas na capital da Síria

Segundo a agência estatal de notícias Sana, as forças de segurança perseguiam, no início da manhã, três carros-bomba que se dirigiam para o centro de Damasco

Uma série de explosões de carros-bomba atingiu Damasco, na Síria, neste domingo (2), matando ao menos oito pessoas e ferindo dezenas, no primeiro ataque suicida na capital do país desde março.

Segundo a agência estatal de notícias Sana, as forças de segurança perseguiam, no início da manhã, três carros-bomba que se dirigiam para o centro de Damasco. Elas conseguiram interceptar dois deles em entradas da cidades, o terceiro, porém, conseguiu chegar à praça Tahir, onde o motorista explodiu o veículo.

O ataque ocorre no primeiro dia útil após o feriado de Eid al Fitr, a data mais importante do calendário muçulmano, quando se comemora o fim do jejum ocorrido durante o mês do Ramadã.

De acordo com a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos, 18 pessoas morreram no ataque.

Nenhum grupo reivindicou a autoria do ataque até o momento. Em meados de março deste ano, dois atentados suicidas foram cometidos na cidade em menos de duas horas, com saldo de 32 mortos. Nenhum grupo assumiu a autoria dos ataques nesses dois casos. Cinco dias antes, um duplo ataque reivindicado pelo antigo braço da Al-Qaeda na Síria havia deixado 74 mortos.

A Síria enfrenta uma guerra civil desde 2011. Estima-se que 470 mil pessoas já morreram no conflito e 11,2 milhões foram forçadas a deixar suas casas. O país segue em um atoleiro de violência sem perspectivas de paz no horizonte.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política

Bolsonaro recebe mensagem do papa Francisco em missa de sétimo dia de sua mãe

Apesar de sua proximidade com os evangélicos, o presidente é católico

Política

Bolsonaro vai revisitar caso BNDES em live, mirando rejeição de Lula

A expectativa, segundo fontes do Planalto, é que as explicações sobre as irregularidades das gestões petistas no BNDES fiquem por conta do atual presidente no banco, Gustavo Montezano

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software