Apresentador insinua que Harry e Meghan são culpados pela morte de príncipe Philip

Segundo o apresentador, a entrevista que o casal concedeu à Oprah Winfrey, 67, teria agravado o estado de saúde de Philip que já era debilitad

Comentar
Compartilhar
09 ABR 2021Por Estadão Conteúdo14h13
Brian Kilmeade, apresentador do programa Fox and Friends, do Fox News Channel.Brian Kilmeade, apresentador do programa Fox and Friends, do Fox News Channel.Foto: Reprodução/Redes Sociais

Brian Kilmeade, apresentador do programa Fox and Friends, do Fox News Channel, insinuou publicamente que Meghan Markle e o príncipe Harry podem ser culpados pela morte do Príncipe Philip aos 99 anos, marido da rainha Elizabeth 2ª, anunciada nesta sexta-feira (9).

Segundo o apresentador, a entrevista que o casal concedeu à Oprah Winfrey, 67, teria agravado o estado de saúde de Philip que já era debilitado. "Há relatos de que [ele] ficou revoltado após a entrevista e suas consequências. Então, ele está tentando se recuperar e é atingido por isso", afirmou Kilmeade.

Em fevereiro, o príncipe ficou internado para tratar uma infecção e foi liberado cerca de um mês depois. De acordo com o Daily Beast, Kilmeade ainda citou Piers Morngan, 55, apresentador do Good Morning Britain, que se demitiu após ser acusado de promover ataques contra a duquesa de Sussex.

"Ele estava dizendo em seu programa, que ele abandonou: 'Seu avô está no hospital, você sabe que ele não está bem. Esse é realmente o momento para soltar essa entrevista?'. Evidentemente, isso adicionou algo ao seu estresse", completou o apresentador.

Após a entrevista do príncipe Harry e de Meghan Markle, membros do alto escalão da família real britânica se reuniram para discutir a crise provocada. A repórter da BBC que cobre a família real, Daniela Relph, disse ser "cada vez mais insustentável para o Palácio de Buckingham não dizer nada".

Mais longevo consorte da história do Reino Unido, Philip morreu nesta sexta-feira no Castelo de Windsor, aos 99 anos, dois meses antes de seu centésimo aniversário. A causa da morte ainda não foi divulgada, mas o príncipe havia passado por procedimentos cardíacos nos últimos meses.

A morte do monarca movimentou as redes sociais e sobretudo os amantes da série da Netflix "The Crown", que mostra detalhes da vida da realeza britânica. Muitos pedem que os criadores do projeto não meçam esforços para encaixar a partida do marido da rainha Elizabeth 2ª nas últimas temporadas.