X

Mongaguá

Moradores protestam contra a volta de Márcio Cabeça à prefeitura de Mongaguá

Márcio Cabeça era vice na chapa do então prefeito Artur Parada, que foi flagrado na operação Prato Feito, da Polícia Federal, com mais de R$5 milhões de reais ilícitos escondidos dentro do guarda-roupas da sua casa.

Da Reportagem

Publicado em 02/11/2018 às 16:31

Atualizado em 02/11/2018 às 16:49

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Protesto de hoje (02) contra a decisão do STF de Márcio Cabeça assumir a Prefeitura. / Divulgação

Ocorreu na tarde dessa sexta-feira (02) um novo protesto dos moradores de Mongaguá contra a volta do vice-prefeito, Márcio Cabeça, ao comando da Prefeitura da cidade. Márcio Cabeça foi autorizado pelo ministro Gilmar Mendes, através de uma liminar, à assumir a condição de chefe do executivo. 

Márcio Cabeça era vice na chapa do então prefeito Artur Parada, que foi flagrado na operação Prato Feito, da Polícia Federal, com mais de R$5 milhões de reais ilícitos escondidos dentro do guarda-roupas da sua casa. Ele foi preso e cassado.

No último domingo (28) os moradores de Mongaguá puderam votar para prefeito, além dos cargos de presidente e governador. E muitas pessoas foram às urnas exercer o seu direito ao voto. Porém, o Tribunal Superior Eleitoral de São Paulo (TSE-SP) disse que o resultado dessas eleições municipais na cidade estavam 'proibidos de serem divulgados'.

Na sequencia, uma notificação do Superior Tribunal Federal (STF), assinada por Gilmar Mendes, garantia que Márcio Cabeça deveria assumir imediatamente o cargo de prefeito. Houve uma forte discussão na Câmara dos Vereadores da cidade, já que os parlamentares não entenderam a decisão do STF.

Muitos moradores não querem que Márcio Cabeça assuma a prefeitura e, desde a última quarta-feira, protestos estão sendo realizados em toda a cidade.

Nessa tarde (02) cinco viaturas do Batalhão de Ações Especiais da Polícia (BAEP) bloquearam parte dos acessos ao bairro Vera Cruz devido à alta concentração de manifestantes. 

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Nacional

Carla Zambelli e Delgatti são indiciados pela PF por invasão ao site do CNJ

Eles podem responder pelos crimes de invasão de dispositivo informático e falsidade ideológica

Nacional

PIB no Brasil fecha com alta de 2,9% em 2023

Analistas consultados pela agência Bloomberg, na mediana, projetavam alta de 3% para o período de 12 meses

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter