X

Mongaguá

Estudante de Mongaguá é nota mil na redação do Enem

Guilherme foi um dos 60 candidatos em todo o Brasil a tirar essa nota. Ele quer cursar Engenharia de Software em uma universidade federal

Nayara Martins

Publicado em 29/01/2024 às 08:00

Atualizado em 29/01/2024 às 11:32

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

A meta de Guilherme é entrar em uma universidade federal para cursar Engenharia de Software / Divulgação

Ter foco e dedicação nos estudos. Essa é a meta do estudante Guilherme Silva Ribeiro, de 17 anos, de Mongaguá, que conseguiu tirar a nota mil na prova de redação do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem). Ele se destacou e foi um dos 60 em todo o Brasil a alcançar essa nota.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Em um primeiro momento, Guilherme afirma que nem teve muita reação, já que não sabia o verdadeiro peso da nota. Este foi o primeiro ano que ele participou da prova do Enem.

“Porém com o andamento das coisas e depois de ter visto o número de pessoas no Brasil que tinha alcançado essa nota, fiquei muito feliz e desacreditado com o resultado”, explica.     

O estudante conta ainda que a preparação para a prova foi conquistada durante as cinco horas de aulas, no ensino médio, que ele cursou no Colégio Expressão, em Mongaguá. 

“Não fiquei horas em casa estudando, mas me dedicava em reprodução de texto, todas as semanas que a professora passava no colégio”, lembra. 

Já para controlar a ansiedade antes de fazer a prova, Guilherme diz que conseguiu relaxar a mente e acalmar a ansiedade com outras tarefas não relacionadas com o estudo. 

“O que me ajudou muito foram os exercícios físicos na academia, por ser o momento do dia onde era apenas eu lutando contra mim mesmo sobre a desistência”, conta.

Universidade federal 

Entre os seus planos, Guilherme pretende cursar Engenharia de Software em uma universidade federal. Atualmente, ele trabalha como auxiliar administrativo, em Mongaguá.    

“Espero conseguir estudar em uma Universidade Federal por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) em 2024. Também estou articulando para conseguir uma bolsa de estudo de 100% em universidade privada, caso a primeira opção não seja alcançada”, esclarece.

O estudante afirma ainda que estudou desde os três anos de idade no colégio Expressão, que utiliza o sistema de ensino Objetivo. Ele acabou de completar o ensino médio no mês de dezembro de 2023. 

Ele agradece ao apoio da família que o ajudou a completar os estudos. “Mas foi graças ao esforço de minha mãe, da minha avó e com o auxílio do meu tio que consegui concluir o ensino médio”, destaca. 

Guilherme agradece também à sua professora de Redação Zana Donner, que o orientou no colégio Expressão. “Acredito que ela me guiou, com seus métodos profissionais e didáticos, até o excelente resultado com a nota mil”, conclui.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

REGIÃO NORTE

Embarcação com vários corpos em decomposição é encontrado no Pará

A Polícia Federal já esta ciente do caso e as investigações já foram iniciadas

Esportes

Preparo físico sem lado mental não garante sucesso esportivo, afirma especialista

Psicológico é um ponto-chave nos Jogos Olímpicos de Paris

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter