Estado entrega 230 novos apartamentos da CDHU em Ubatuba

Outros 146 apartamentos foram entregues em julho para o mesmo residencial, que faz parte do Programa de Recuperação Socioambiental da Serra do Mar

Comentar
Compartilhar
24 NOV 2020Por Da Reportagem12h57
CDHU investiu R$ 93,8 milhões no empreendimento de 376 imóveis; todas as famílias contempladas viviam em áreas de risco ou preservação ambientalFoto: DIVULGAÇÃO/GOVERNO DE SP

O governo de São Paulo entregou mais 230 moradias da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) em Ubatuba, no litoral norte paulista. Outros 146 apartamentos foram entregues em julho para o mesmo residencial, que faz parte do Programa de Recuperação Socioambiental da Serra do Mar.

A cerimônia de descerramento da placa inaugural ocorreu de forma virtual no Palácio dos Bandeirantes e contou com a participação do governador João Doria (PSDB) e do Secretário de Estado da Habitação, Flavio Amary.

“Este era um anseio antigo da prefeitura de Ubatuba e das comunidades que atuam na região do litoral norte de São Paulo. Oferecemos, com isso, a preservação à vida, a preservação ambiental e dignidade para os moradores desses conjuntos habitacionais”, ressaltou Doria.

A CDHU investiu R$ 93,8 milhões no empreendimento de 376 imóveis. Todas as famílias contempladas viviam em áreas de risco ou preservação ambiental e serão transferidas para moradias dignas, com infraestrutura completa.

O conjunto é formado por 352 imóveis de dois dormitórios com 52 m² e 24 de um dormitório com 39 m². Todos os apartamentos têm sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Doze unidades foram adaptadas para pessoas com deficiência. As moradias serão entregues com as melhorias estabelecidas como diretrizes de qualidade pela CDHU, como piso cerâmico, laje em toda unidade habitacional e azulejos no banheiro, cozinha e área de serviço. O empreendimento conta com um centro de apoio ao condomínio, playground, área de vivência, paisagismo e infraestrutura completa.

“Hoje comemoramos aqui a entrega desses apartamentos. São mais 230 famílias que vão receber as chaves de sua casa própria. Gostaria de pedir para que essas famílias cuidem desse condomínio. Cada uma dessas famílias será responsável, a partir de hoje, em transformar essa moradia em um lar, com respeito, harmonia, paz. E também cuidando do seu patrimônio, do condomínio, do crescimento das árvores”, disse Flavio Amary durante a cerimônia de descerramento da placa inaugural.

Segundo a gestão Doria, o financiamento dos imóveis já segue as novas diretrizes da política habitacional do estado de São Paulo, que preveem juros zero para famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos. As famílias pagarão praticamente o mesmo valor ao longo dos trinta anos de contrato, que sofrerá apenas a correção monetária calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o índice oficial do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).