Em dia de sol, turistas vão à praia no feriado de Corpus Christi

Banhistas ignoraram as recomendações da prefeitura para permanecer em isolamento social por causa da pandemia do novo coronavírus

Comentar
Compartilhar
12 JUN 2020Por Folhapress07h40
Turistas aproveitaram o feriado na praiaFoto: Reginaldo Pupo/Folhapress

Muito sol e temperatura de 32° graus. Essa foi a deixa para turistas aproveitarem a praia do litoral norte de São Paulo neste feriado de Corpus Christi. Em Caraguatatuba, banhistas ignoraram as recomendações da prefeitura para permanecer em isolamento social por causa da pandemia do novo coronavírus – não há lei que proíba a atividade na cidade, mas apenas recomendação de não ir à praia.

No litoral norte, a permanência de banhistas nas praias é vetada nos municípios de Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba aos finais de semana. Durante a semana, de segunda-feira a sexta-feira, no entanto, é permitida apenas a prática de atividades esportivas e aquáticas, sem aglomerações.

Mas, na manhã desta quinta-feira (10), a reportagem flagrou nas praias de Massaguaçu, Prainha e Martim de Sá, em Caraguatatuba, diversos turistas utilizando guarda-sóis e toalhas na areia para tomar banho de sol, o que é proibido nas quatro cidades da região, independentemente do dia da semana. Muitos visitantes caminhavam pela orla sem a utilização de máscaras.

Em São Sebastião e Ubatuba, a fiscalização é feita pela Guarda Civil Municipal. Em Ilhabela, o monitoramento é feito pela Defesa Civil, com foco em embarcações que chegam clandestinamente à ilha para burlar a proibição de travessia pelas balsas.

Em Caraguatatuba, segundo a prefeitura, não há fiscalização, já a cidade não conta com guarda municipal. "Os turistas são orientados a permanecerem em suas casas e evitar frequentar as praias", disse a administração.

Na manhã desta quinta-feira a prefeitura realizou uma blitz sanitária na rodovia dos Tamoios, na chegada ao município. Os motoristas foram parados pela Polícia Rodoviária e abordados por profissionais da área da saúde, que realizaram a medição da temperatura dos ocupantes dos veículos e aplicaram um questionário onde foram questionados sobre o motivo da viagem, a cidade de origem e se algum membro da família possui algum sintoma relacionado à Covid-19.

Até o fechamento desta reportagem, nenhum turista havia apresentado sintomas ou febre. Até a última quarta-feira (10), o litoral norte registrava 800 casos confirmados da doença, com 22 mortes.