X
Itanhaém

Vereador de Itanhaém é cassado por compra de votos

Flávio Abbasi, do PSDB, já recorreu da decisão do TRE. Ele é acusado de ter fornecido transporte aos seus eleitores até os colégios de votação.

Câmara Municipal de Itanhaém / Divulgação/Câmara de Itanhaém

O vereador de Itanhaém, Flávio Abbasi (PSDB) teve seu mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral após denúncias de que ele forneceu transporte aos seus eleitores até os locais de votação. O juiz Jamil Chaim Alves decidiu que o vereador téra de arcar com uma multa de R$50 mil. Abbasi foi reeleito em 2016 com quase 1.700 votos e estava cumprindo seu 3º mandato.

A assessoria do vereador disse que, perante o juíz, a testemunha que o acusou da compra de votos recuou e negou tudo. Abbasi é o principal líder do PSDB na Câmara de Itanhaém e é o vereador mais popular dos bairros de Magalhães, Savoy, Nossa Sengora do Sion e Nova Itanhaém.

O presidente da Câmara dos Vereadores da cidade, Rodrigo Dias (SD), disse que ainda não foi notificado pela Justiça Eleitoral sobre a cassação. 

 

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Neymar vence prefeitura de Santos em briga judicial

A Neymar Sport e Marketing tem como sócios Nadine Gonçalves e Neymar da Silva Santos, pais do atleta do Paris Saint-Germain e da Seleção Brasileira

Brasil

Governo: Mário Frias contrata por quase R$ 4 milhões empresa sem licitação e sem funcionários

A sede da empresa seria uma caixa postal em um escritório virtual a 2.400 km do Rio de Janeiro

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software