Tolerância zero: Prefeitura realiza operação contra invasões; população pode denunciar

As pessoas podem ligar para o telefone (13) 3421-1600, ramal 1296, ou no número de emergência 153

Comentar
Compartilhar
08 AGO 2018Por Da Reportagem21h12
Grupo de trabalho acompanha os processos, intensifica a fiscalização e busca garantir, dessa forma, o crescimento ordenado da CidadeGrupo de trabalho acompanha os processos, intensifica a fiscalização e busca garantir, dessa forma, o crescimento ordenado da CidadeFoto: Divulgação

Na manhã desta terça-feira (7), a Prefeitura de Itanhaém realizou uma operação de desocupação de áreas invadidas na região do Jardim Jamaica. A iniciativa é uma ação integrada das secretarias de Trânsito e Segurança, Planejamento e Meio Ambiente, Obras e Desenvolvimento Urbano e Serviços e Urbanização. Este grupo de trabalho realiza constantemente o combate à invasão e construções irregulares em áreas públicas. Para denunciar, as pessoas podem ligar para o telefone (13) 3421-1600, ramal 1296, ou no número de emergência 153. 

Regularmente são executadas demolições de ocupações irregulares nos bairros do Jamaica, Bopiranga, Nova Itanhaém, Gaivota e Oásis. Não é permitida qualquer construção em área verde e, caso seja identificada, a obra deve ser demolida imediatamente. Vale ressaltar que grande parte deste serviço é realizado com o apoio de denúncias da população.

“O objetivo é combater ocupações e construções irregulares em áreas verdes ou públicas, e é um trabalho permanente que tem sido realizado em conjunto com as secretarias”, afirmou o secretário de Trânsito e Segurança Municipal, Milton Saldiba Passareli de Campos Júnior.

O interessado em construir em qualquer área da Cidade, antes de adquirir um terreno, deve primeiramente consultar o setor de Expediente de Obras, e posteriormente de Cadastro para averiguar se o imóvel está localizado em loteamento aprovado. A construção só pode ser iniciada depois de emitido o Alvará de Construção.

DENUNCIE 

É importante que casos de irregularidades sejam denunciados. A população pode ligar no setor de Fiscalização de Obras, no telefone (13) 3421-1600, ramal 1296, ou no número de emergência 153 (Guarda Civil Municipal).