Morador reclama de obra parada em Itanhaém

Administração explicou que apenas um trecho da urbanização está interditado por causa de vegetação nativa.

Comentar
Compartilhar
29 JUL 2019Por Nayara Martins07h01
Morador questiona se as obras na orla da praia de Itanhaém terão continuidade.Foto: NAIR BUENO/DIÁRIO DO LITORAL

A paralisação de um trecho das obras de urbanização na avenida Beira Mar, no bairro Suarão, em Itanhaém, é motivo de preocupação aos moradores do bairro. Segundo a Administração, as obras foram desaceleradas somente no trecho entre as ruas Araribóia e Ararangaba, porque existe uma vegetação nativa que precisa ser preservada e as medidas necessárias para isso estão sendo tomadas.

Conforme o aposentado Waldir Valentim, morador há dez anos no bairro, a obra de urbanização na avenida Beira Mar, no Suarão, teve início há cerca de 7 meses.

DÚVIDAS

O morador questiona se as obras na orla terão continuidade no trecho entre as ruas Araribóia e Ararangaba, próximo à segunda unidade da colônia de férias da Polícia Militar, no sentido do bairro Nova Itanhaém. Conforme Valentim, a prefeitura já havia afirmado que a obra foi paralisada devido a esse trecho estar em uma área de vegetação nativa.

Valentim explicou ainda que outra moradora, que reside nas proximidades, foi reclamar na prefeitura por conta da rampa de acessibilidade que está sendo construída para acesso à praia. "Na minha opinião, a construção da rampa vai beneficiar bastante às pessoas com deficiência, tanto para os moradores cadeirantes como também aos turistas que terão acesso à praia", salientou.

Segundo o morador, o projeto de urbanização também não contará com uma ciclovia. Já na nova orla, localizada no centro de Itanhaém, existe uma ciclovia. Outro serviço que falta concluir são as instalações das luminárias para completar a iluminação.

"Já fizemos vários pedidos à secretaria municipal de Obras, mas até o momento, não tivemos uma definição sobre a continuidade das obras e nem sobre a conclusão da rampa de acessibilidade", concluiu.

OUTRO LADO

A reportagem do Diário do Litoral esteve no local, na manhã de segunda-feira, 22, e constatou que as obras estavam paralisadas e ainda não foram concluídas.

Conforme as informações na placa do Governo do Estado, no local, o prazo para a conclusão é de 12 meses.

A prefeitura de Itanhaém informou que as obras de urbanização tiveram início no mês de dezembro de 2018, na avenida Beira Mar, no Suarão. E que somente no trecho entre as ruas Araribóia e Ararangaba, as obras tiveram a execução desacelerada até que a área ambiental do Município tome todas as medidas necessárias para garantir a integridade da vegetação nativa do local, que é considerada de extrema importância na contenção da erosão da faixa de areia.

A prefeitura explicou que, após essas ações, o projeto, que prevê obras em 2,3 km de vias, será retomado normalmente. Também não há previsão para a construção de ciclovias.

VERBAS

As obras de urbanização estão sendo realizadas com recursos do Governo Federal e do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias (Dade), do Governo do Estado.

Quanto ao valor total de investimentos na urbanização da avenida Beira Mar, a prefeitura não deu retorno até o fechamento desta edição.

Colunas

Contraponto