Itanhaém também decide não voltar com as aulas presenciais neste ano

Segundo o prefeito, uma pesquisa realizada com os pais dos estudantes matriculados no ensino regular mostrou que 79,72% optaram pelo adiamento do retorno das atividades

Comentar
Compartilhar
25 AGO 2020Por Nayara Martins20h18
A cidade tem cerca de 20 mil alunos matriculadosFoto: Agência Brasil

O prefeito de Itanhaém Marco Aurélio Gomes (PSDB) anunciou, na noite desta terça-feira (25), por meio de uma live em sua página no Facebook, que as aulas presenciais não vão voltar este ano nas escolas da rede municipal. A cidade tem cerca de 20 mil alunos matriculados.

Segundo o prefeito, uma pesquisa realizada com os pais dos estudantes matriculados no ensino regular – da pré-escola ao ensino fundamental - mostrou que 79,72% optaram pelo adiamento do retorno das atividades presenciais em 2020. A pesquisa foi desenvolvida pela equipe pedagógica da secretaria de Educação, Cultura e Esportes.

Marco Aurélio afirmou que neste ano a Educação deve fortalecer as aulas online e o conteúdo das apostilas, distribuídas aos alunos sem acesso à internet.

Disse ainda que em 2021 serão ampliados os estudos e haverá um reforço no calendário escolar da rede municipal. “No próximo ano todo o tempo perdido será recuperado”,  garantiu. Esclareceu também que a medida foi tomada com a intenção de não colocar a vida dos alunos em risco. 

O chefe do executivo afirmou que os professores aprovados no concursos público, realizado em 2019 pela prefeitura, começarão a ser convocados a partir da próxima segunda-feira (31).