SABESP AGOSTO DESK TOPO
SABESP AGOSTO MOB

Estado acompanha inauguração de Centro Pop em Itanhaém e leva auxílio a aldeia

Secretária Célia Parnes participou do ato solene na unidade socioassistencial e colaborou na entrega de cestas de produtos de higiene e limpeza

Comentar
Compartilhar
10 JUL 2020Por Da Reportagem16h25

A Secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Célia Parnes, acompanhou nesta quinta-feira, 9 de julho, a inauguração do novo Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop), em Itanhaém, e participou da ação humanitária na Aldeia Indígena Rio Branco Yakã xîi porã, também na cidade.

A unidade socioassistencial inaugurada servirá para o atendimento e acolhimento de pessoas e famílias das mais diversas vulnerabilidades. Além disso, a visita à Itanhaém incluiu a distribuição de 350 cestas de higiene e limpeza, 350 frascos de álcool gel, 300 cobertores e mais de 200 máscaras na Aldeia Indígena Rio Branco Yakã xîi porã, em parceria com o Fundo Social de São Paulo; contando ainda com a execução de testagem para Covid-19 pelo Instituto Butantan. Ao todo, habitam na aldeia cerca de 100 pessoas.

Em junho, as testagens foram iniciadas em aldeias indígenas, na população da Aldeia Filhos Dessa Terra, em Guarulhos e se expandiu para bairros periféricos e locais que possuem grande adensamento populacional. A meta é que cerca de 200 mil pessoas destas regiões sejam testadas.

Para a Secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, Célia Parnes: "É necessário abrangermos os mais diversos públicos vulneráveis nas nossas ações e, hoje estamos aqui, como prova do compromisso do Governo do Estado de São Paulo de que a proteção social é um dos carros-chefes no enfrentamento à pandemia".

Durante a visita, Célia Parnes esteve acompanhada do Secretário da Justiça e Cidadania, Paulo Dimas Mascaretti, e do Prefeito de Itanhaém, Marco Aurélio Gomes dos Santos.

"As ações capitaneadas pela Secretária Célia Parnes garantem segurança alimentar a milhares de famílias em várias partes do estado. Um trabalho valoroso, sobretudo nesse momento da pandemia da Covid-19. Para somar esforços nessa corrente do bem, a Secretaria da Justiça e Cidadania, por meio da Fundação Itesp, também tem entregado cestas básicas em aldeias indígenas, comunidades ciganas e vulneráveis. Até o momento, foram doadas 8.500 cestas, sendo 2.000 para 70 aldeias indígenas, entre elas a Rio Branco, em Itanhaém. Até o fim de julho, a previsão é de que sejam entregues mais 1.500 cestas, totalizando 10 mil, adquiridas de agricultores de assentamentos rurais e de comunidades remanescentes de quilombos via Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep)", explicou o Secretário da Justiça e Cidadania, Paulo Dimas Mascaretti.