Caio França pede ajuda ao Estado para conter danos ambientais em Itanhaém

Diretor-executivo da Fundação Florestal, Rodrigo Levikovicz, acompanhou o trajeto da trilha até a chegada à Cachoeira Três Quedas e identificou os problemas no local

Comentar
Compartilhar
18 JUN 2021Por Da Reportagem12h45
O deputado estadual Caio França (PSB) visitou a Bacia Hidrográfica do Rio Branco, em Itanhaém, nesta quinta-feira(17) na companhia do diretor executivo da Fundação Florestal, Rodrigo LevikoviczO deputado estadual Caio França (PSB) visitou a Bacia Hidrográfica do Rio Branco, em Itanhaém, nesta quinta-feira(17) na companhia do diretor executivo da Fundação Florestal, Rodrigo LevikoviczFoto: Divulgação

Após ter intermediado uma reunião entre representantes da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e da Prefeitura de Itanhaém para pedir a instalação de uma guarita visando o controle de acesso de turistas e visitantes à região da Bacia Hidrográfica do Rio Branco, em Itanhaém, no último dia 26 de maio, o deputado estadual Caio França (PSB) visitou a localidade nesta quinta-feira (17) na companhia do diretor executivo da Fundação Florestal, Rodrigo Levikovicz, do secretário de Planejamento e Meio Ambiente de Itanhaém, César Augusto de Souza Ferreira e de uma comitiva de secretários, além de representantes de conselhos municipais, sociedade civil, agricultores e indígenas.

Um dos maiores atrativos da Cidade, a Cachoeira Três Quedas, cujo acesso à entrada da trilha ocorre a partir da Bacia Hidrográfica do Rio Branco e segue um percurso de 13 km de estrada rural, vem sendo degradada nos últimos anos, de acordo com o apontamento de vistorias realizadas pela Prefeitura.

O trajeto também passa por propriedades de agricultores familiares. O excesso de pessoas, acidentes, fogueiras, atos de vandalismo, depredação do meio ambiente natural, acúmulo de resíduos (lixo), uso de drogas, consumo de bebidas alcoólicas, assaltos e furtos aos frequentadores são alguns dos problemas recorrentes relatados na localidade.

O encaminhamento da denúncia pela prefeitura, que já dispõe inclusive de um projeto de instalação de uma base de controle de acesso à região, motivou o deputado Caio França a procurar a ajuda da Secretaria Estadual de Meio Ambiente visando a preservação da área. “Recebi a informação de que havia um desequilíbrio ambiental que poderia interferir na segurança das pessoas, com prejuízos à cultura popular e extrativista, então agimos imediatamente para conter este problema”, emendou o deputado que também preside a Comissão de Meio Ambiente da Alesp.

O secretário municipal de Planejamento e Meio Ambiente, César Augusto, considerou a visita muito produtiva. “A intermediação do deputado foi essencial para recebermos o apoio do Estado na busca de uma solução que contenha o avanço da depredação e ao mesmo tempo fortaleça o ecoturismo, um dos principais fatores de desenvolvimento da economia e geração de emprego e renda no município. Estamos felizes porque grande parte do pleito será atendido”, destacou.

Durante a visita, o diretor da Fundação Florestal, Rodrigo Levikovicz, acompanhou todo o trajeto da trilha onde vem ocorrendo os problemas e comprometeu-se a disponibilizar uma equipe para controle e monitoramento da área, contribuindo com o município no combate a invasão de áreas verdes do Parque Estadual e de danos ambientais por meio de controle e ordenação na exploração do ecoturismo na Cachoeira Três Quedas.