União cede gestão da Fortaleza da Barra Grande à Prefeitura de Guarujá

Documento prevê o Município como órgão gestor do patrimônio, de quase 500 anos, pelos próximos 20 anos

Comentar
Compartilhar
13 AGO 2020Por Da Reportagem10h10
A cerimônia aconteceu no Paço Municipal Moacir dos Santos FilhoFoto: Divulgação / Prefeitura Municipal de Guarujá

Nesta terça-feira (11), a Secretaria do Patrimônio da União (SPU) cedeu à Prefeitura de Guarujá permissão para gerir, pelos próximos 20 anos, a Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande. Com uma área de 28 mil metros quadrados, o local hoje um patrimônio cultural e símbolo da comunidade de Santa Cruz dos Navegantes, começou a ser erguido em 1584 para impedir o acesso de invasores, ainda no Brasil Colônia.

A cerimônia aconteceu no Paço Municipal Moacir dos Santos Filho, onde o chefe do Escritório Descentralizado (Edesc) da SPU – Santos, Luiz Fernando de Melo Correia, foi recebido pela Administração.

Na ocasião, os representantes discutiram o planejamento de ações a serem viabilizadas no patrimônio histórico para fomentar ações turísticas e culturais após a pandemia do novo coronavírus. “O Município já cuidava de toda a área, mas agora temos a formalização disso junto à União. É gratificante para a cidade abrigar uma construção tão antiga, que emana história e conhecimento por todas as frestas”, definiu a Administração Municipal, no ato de assinatura da cessão.

Para o titular da Secretaria de Cultura de Guarujá, o objetivo é desenvolver políticas capazes de atrair o olhar de turistas e moradores à Fortaleza. “Com a implementação de eventos culturais, acessibilidade e investimentos na estrutura interna, externa e entorno do local, vamos potencializar essa relação” destacou Nicolau.

O representante da SPU, Fernando de Melo, salientou a importância da tratativa. “Há a necessidade de se priorizar o melhor aproveitamento do patrimônio, que neste caso, acontecerá por meio da gestão municipal.