X

Guarujá

Projeto envolverá cerca de 12 mil alunos da rede municipal de ensino

Iniciativa envolve estudantes de 3 a 5 anos de idade

Da Reportagem

Publicado em 22/08/2018 às 21:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

A ação possui o objetivo de ensinar as crianças sobre a história da Cidade, valorização e respeito ao Município, apresentando vários aspectos que formam a Cidade / Hygor Abreu

O Projeto "Guarujá: da cauda à cabeça do dragão" percorre as escolas municipais com diversas atividades para os pequenos, como, por exemplo, desenhos e brincadeiras que permitem às crianças aprenderem sobre a história da Cidade. A iniciativa é realizada pela Prefeitura do Guarujá, por meio da Secretaria de Educação Esportes e Lazer (Sedel), envolvendo um total de 11.700 estudantes com idades de 3 a 5 anos da Educação Infantil (III, IV e V), da rede municipal.

Na segunda-feira (20), a Escola Municipal Maria Regina Teixeira dos Santos Claro, no Jardim Conceiçãozinha, entrou na brincadeira, com música, dança, entre outras atividades. A iniciativa contou com a presença de um total de 354 alunos, com idades entre 4 e 5 anos.

Segundo a diretora da Escola, Cláudia Varanda Barzaglia, esse projeto tem a participação não apenas dos alunos, mas de todos ao redor. "É um desafio que envolve toda a comunidade escolar, como alunos, professores, funcionários e também os pais, em um movimento de conhecimento das belezas que a Pérola do Atlântico possui".

A ação possui o objetivo de ensinar as crianças sobre a história da Cidade, valorização e respeito ao Município, apresentando vários aspectos que formam a Cidade, como conhecer as praias, pontos turísticos e animais existentes. Permitindo que os pequenos se vejam como membro participante da história de Guarujá, os estimulando ao sentimento cívico, além da criação, experimentação, observação e curiosidade.

A diretora de Educação Infantil da Sedel, Gilda Bressan, diz que a iniciativa permite que as crianças possam aprender mais sobre o Município em que vivem e suas belezas "A intenção do projeto é que os pequenos possam se familiarizar com a história da nossa Cidade. Conhecer a natureza local e pontos tão importantes, que às vezes nem seus pais sabem que existem. Valorizar, respeitar e se orgulhar por morar em uma Cidade tão bonita e com tantos recursos naturais!".

Para a estudante Allanys Tamayosi Belchior da Silva Barbosa, de 5 anos, a ação trouxe muitos ensinamentos e brincadeiras "Gostei mais de desenhar, brincar, tem muita coisa para aprender. Gosto mais de desenhar o dragão, ele nos protege e trouxe o baú com várias coisas legais", disse a aluna.

Projeto

A ação começou em 14 de agosto e terminará em novembro. "Guarujá: da cauda à cabeça do dragão" percorrerá um total de 59 unidades, até o final do ano. São 15 Núcleos de Educação Infantil (Neims), 19 Escolas Municipais de Educação Infantil (Emeis) e 25 Núcleos de Educação Infantil Conveniados (Neics).

Na ação, o professor é o mediador, apresentando a história, resgatando tradições, a memória recente e de tempos passados. As escolas recebem uma caixa chamada "caixa de memórias itinerante". Nela contém o mapa da Cidade, fotos antigas e atuais, cartões-postais, livros, CDs, folders e catálogos relativos à história de Guarujá. 

O vice-prefeito e secretário de Educação de Guarujá, Renato Pietropaolo, explica que o projeto auxilia os alunos a interagirem com a Cidade. "Por que não fazer esse trabalho de resgate da cultura e história da Cidade com os pequenos? Esta é uma fase de descobertas, em uma iniciativa da Secretaria que visa estabelecer diálogos e despertar o senso crítico, e assim no futuro vamos formando cidadãos que terão uma identidade de pertencimento com a Pérola do Atlântico".

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Feira Santo Pet vai até este sábado, em Santos

Evento também conta com plantão de adoção da Coordenadoria de Defesa da Vida Animal (Codevida)

Cotidiano

Motorista enfrenta trânsito lento e congestionado nesta sexta-feira

Os motoristas que estão utilizando as rodovias da Região, enfrentam lentidão para chegar em seus respectivos destinos

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter