Projeto envolverá cerca de 12 mil alunos da rede municipal de ensino

Iniciativa envolve estudantes de 3 a 5 anos de idade

Comentar
Compartilhar
22 AGO 2018Por Da Reportagem21h30
A ação possui o objetivo de ensinar as crianças sobre a história da Cidade, valorização e respeito ao Município, apresentando vários aspectos que formam a CidadeA ação possui o objetivo de ensinar as crianças sobre a história da Cidade, valorização e respeito ao Município, apresentando vários aspectos que formam a CidadeFoto: Hygor Abreu

O Projeto "Guarujá: da cauda à cabeça do dragão" percorre as escolas municipais com diversas atividades para os pequenos, como, por exemplo, desenhos e brincadeiras que permitem às crianças aprenderem sobre a história da Cidade. A iniciativa é realizada pela Prefeitura do Guarujá, por meio da Secretaria de Educação Esportes e Lazer (Sedel), envolvendo um total de 11.700 estudantes com idades de 3 a 5 anos da Educação Infantil (III, IV e V), da rede municipal.

Na segunda-feira (20), a Escola Municipal Maria Regina Teixeira dos Santos Claro, no Jardim Conceiçãozinha, entrou na brincadeira, com música, dança, entre outras atividades. A iniciativa contou com a presença de um total de 354 alunos, com idades entre 4 e 5 anos.

Segundo a diretora da Escola, Cláudia Varanda Barzaglia, esse projeto tem a participação não apenas dos alunos, mas de todos ao redor. "É um desafio que envolve toda a comunidade escolar, como alunos, professores, funcionários e também os pais, em um movimento de conhecimento das belezas que a Pérola do Atlântico possui".

A ação possui o objetivo de ensinar as crianças sobre a história da Cidade, valorização e respeito ao Município, apresentando vários aspectos que formam a Cidade, como conhecer as praias, pontos turísticos e animais existentes. Permitindo que os pequenos se vejam como membro participante da história de Guarujá, os estimulando ao sentimento cívico, além da criação, experimentação, observação e curiosidade.

A diretora de Educação Infantil da Sedel, Gilda Bressan, diz que a iniciativa permite que as crianças possam aprender mais sobre o Município em que vivem e suas belezas "A intenção do projeto é que os pequenos possam se familiarizar com a história da nossa Cidade. Conhecer a natureza local e pontos tão importantes, que às vezes nem seus pais sabem que existem. Valorizar, respeitar e se orgulhar por morar em uma Cidade tão bonita e com tantos recursos naturais!".

Para a estudante Allanys Tamayosi Belchior da Silva Barbosa, de 5 anos, a ação trouxe muitos ensinamentos e brincadeiras "Gostei mais de desenhar, brincar, tem muita coisa para aprender. Gosto mais de desenhar o dragão, ele nos protege e trouxe o baú com várias coisas legais", disse a aluna.

Projeto

A ação começou em 14 de agosto e terminará em novembro. "Guarujá: da cauda à cabeça do dragão" percorrerá um total de 59 unidades, até o final do ano. São 15 Núcleos de Educação Infantil (Neims), 19 Escolas Municipais de Educação Infantil (Emeis) e 25 Núcleos de Educação Infantil Conveniados (Neics).

Na ação, o professor é o mediador, apresentando a história, resgatando tradições, a memória recente e de tempos passados. As escolas recebem uma caixa chamada "caixa de memórias itinerante". Nela contém o mapa da Cidade, fotos antigas e atuais, cartões-postais, livros, CDs, folders e catálogos relativos à história de Guarujá. 

O vice-prefeito e secretário de Educação de Guarujá, Renato Pietropaolo, explica que o projeto auxilia os alunos a interagirem com a Cidade. "Por que não fazer esse trabalho de resgate da cultura e história da Cidade com os pequenos? Esta é uma fase de descobertas, em uma iniciativa da Secretaria que visa estabelecer diálogos e despertar o senso crítico, e assim no futuro vamos formando cidadãos que terão uma identidade de pertencimento com a Pérola do Atlântico".