X

Guarujá

Prefeitura multa terminal portuário em R$ 170 mil por emissão de poluentes

Secretaria de Meio Ambiente aplicou a penalidade ao Terminal Exportador de Guarujá (TEG), por excesso de palha de milho

Da Reportagem

Publicado em 13/08/2018 às 20:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

A Prefeitura de Guarujá, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, multou o Terminal Exportador de Guarujá (TEG), em R$ 170 mi pela emissão de particulados, no bairro do Sítio Conceiçãozinha, em Vicente de Carvalho.

O auto de infração foi lavrado neste domingo (12), devido ao excesso de palha de milho, em decorrência do carregamento de graneleiro. Os fiscais da Prefeitura receberam a denúncia através dos moradores do próprio bairro. A mesma empresa, inclusive, já recebeu uma penalidade em agosto do ano passado, no valor de em R$ 81.248,00, também por emissão de particulados.

Segundo explica o secretário de Meio Ambiente de Guarujá, Sidnei Aranha, é uma multa aplicada em grau máximo. "Além disso, a pasta vai propor um aumento dessas multas É que hoje, os atuais valores demonstram que não são suficientes para que as empresas adotem providências mais efetivas. Por isso, vamos dialogar com a Câmara Municipal e a comunidade, para que possamos reajustar essas multas", declarou.

Ele salienta ainda que o objetivo da multa sempre é advertir a empresa, de modo que ela faça o controle ambiental. "Aquela comunidade vem sofrendo com esse particulado há bastante tempo. Mas, infelizmente o que vemos é uma tremenda insensibilidade de muitas empresas com a nossa população".

Outro lado
“Recebemos o auto de infração da Secretaria de Meio Ambiente de Guarujá que será avaliado pelo nosso Jurídico para os esclarecimentos necessários. Reforçamos que o TEG-Terminal Exportador do Guarujá atende todas as determinações e solicitações dos órgãos ambientais para minimizar eventuais ­impactos de sua operação. Investimos em equipamentos e manutenção constante para mitigar a emissão de material particulado. Mantemos o diálogo aberto com Comunidade do Entorno por meio dos canais: [email protected] e pelo telefone 3308-1800.”

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Economia

Com prejuízo de R$ 500 mi, Carrefour anuncia o fechamento de 123 lojas

Entre as unidades fechadas, 16 são hipermercados da própria marca; os demais são de bandeiras Todo Dia, Nacional e Bom Preço

Cubatão

Tragédia da Vila Socó, em Cubatão, completa 40 anos

Incêndio teve início no dia 24 de fevereiro de 1984 e, oficialmente, matou 93 pessoas. No entanto, segundo uma comissão, o número de mortos pode superar 500 pessoas

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter