Prefeitura de Guarujá multa Cutrale em R$ 170 mil por dano e riscos

Excesso de particulados foi constatado em carregamento de navio, colocando em risco, segundo a Prefeitura, a população

Comentar
Compartilhar
16 AGO 2018Por Da Reportagem17h43
Foto: Reprodução - Google Maps

Após multa de R$ 170 mil ao Terminal Exportador de Guarujá (TEG) no último domingo (12), a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam) de Guarujá voltou a multar uma empresa na Cidade, a Cutrale, devido a dano ambiental e riscos à saúde pública na quarta-feira. O valor também foi de R$ 170 mil.

Em diligências por via aquática, a Diretoria de Controle Ambiental da Semam constatou excesso de particulados (aparentemente de milho) no carregamento do navio Xing Shun Hai, que estava no berço de atracação da empresa, colocando em risco a população do entorno, em especial a comunidade Conceiçãozinha.

Por meio de nota, a empresa informou que tratou-se de fato isolado ocorrido no momento da operação devido a um problema mecânico no equipamento de despoeiramento (trava da válvula rotativa), "sendo o embarque imediatamente suspenso até a reparação do equipamento e já encontrando-se em normalidade". 

A empresa informou ainda que "investe em melhorias contínuas em suas operações, possuindo colaboradores capacitados e treinados para o desenvolvimento de suas operações, atuando em medidas preventivas e corretivas, quando necessárias".

Intensificação

A ação, segundo a Prefeitura de Guarujá, é resultado da intensificação da fiscalização na região portuária pela Semam nesta semana, motivada justamente pelo evento do último domingo no TEG.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Sidnei Aranha, a Prefeitura comunicou a situação para a Cetesb.

"Estamos elaborando relatório detalhado sobre o evento de domingo no TEG e desta quarta-feira na Cutrale e encaminharemos ao Ministério Público Federal".

Em nota, o TEG informou que o auto de infração recebido será avaliado pelo setor jurídico para os esclarecimentos necessários.

"Reforçamos que o TEG-Terminal Exportador do Guarujá atende todas as determinações e solicitações dos órgãos ambientais para minimizar eventuais ­impactos de sua operação. Investimos em equipamentos e manutenção constante para mitigar a emissão de material particulado. Mantemos o diálogo aberto com Comunidade do Entorno por meio dos canais: [email protected] e pelo telefone 3308-1800", disse a empresa.