X
Segurança

Operação Sufoco da PM já prendeu quase 4 mil pessoas em todo o Estado

Balanço de operação, que acontece também na Baixada Santista, foi divulgado nesta quarta-feira (8) pelo secretário de Estado da Segurança Pública, general Camilo de Campos, no Conexidades, realizado em Guarujá

Operação Sufoco da PM já prendeu quase 4 mil pessoas em todo o Estado / Foto: Helder Lima/ Prefeitura de Guarujá

A Operação Sufoco, organizada pela Polícia Militar para conter o crime e aumentar a sensação de segurança em todo o Estado de São Paulo, já prendeu quase quatro mil pessoas em todo, inclusive na Baixada Santista. O balanço foi apresentado pelo secretário de Estado da Segurança Pública, general João Camilo de Campos, na manhã desta quarta-feira (8), no primeiro painel do 5º Conexidades, realizado no Casa Grande Hotel (Avenida Miguel Stéfno, n° 1.001, Praia da Enseada), em Guarujá.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O secretário frisou que a ação não tem prazo para terminar. Em Guarujá, a Operação Sufoco conta com o apoio da Guarda Civil Municipal e foi iniciada no dia 12 de maio, com apoio do Batalhão de Choque da PM, incluindo viaturas da Rota.

“A segurança pública nasce onde as pessoas moram, daí a importância do investimento e do trabalho integrado das forças federais, estaduais e municipais”, afirmou Campos, no Conexidades, que segue recebendo figuras de renome nacional até o próximo sábado (11), em Guarujá.

Os investimentos em tecnologia integrada e em segurança pública básica foram destaques na plenária. Em Guarujá, essa ação já é fomentada por meio dos investimentos da Prefeitura na segurança municipal.

Tecnologia

Além do general Camilo, o painel sobre segurança contou com o presidente da Associação dos Guardas Municipais do Brasil (AGM Brasil), Reinaldo Monteiro; o secretário de segurança pública de Mogi das Cruzes, Toriel Sardinha, e o ex-prefeito de Pedreira, Hamilton Bernardes.

Reinaldo Monteiro reforçou a importância da segurança pública básica como um dos tripés da gestão municipal, juntamente com a saúde e a educação. “O dever do Município é investir na segurança pública básica, estruturando as Guardas Municipais para que possam atuar na defesa social, por meio da ação preventiva e comunitária”, enfatizou.

Tal ação vem ao encontro dos investimentos que a Prefeitura de Guarujá tem realizado nos últimos anos na Guarda Civil Municipal, com aumento do efetivo, como a ampliação da corporação em 78 novos agentes, a regulamentação por arma de fogo, a aquisição de armamento e treinamento de 240 agentes para uso de arma de fogo, ampliação da frota e reestruturação da Ronda Ostensiva Municipal (Romu). Guarujá possui ainda o Centro de Segurança Integrado (CSI), onde são monitoradas 1.770 câmeras.

Acompanharam a programação, também, a prefeita de Guarujá, Adriana Machado, e o secretário de Defesa e Convivência Social, Atila Gregório.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Ação da Receita Federal e da PF termina com 498 kg de cocaína apreendidas no Porto de Santos

A droga estava escondida em uma carga de açúcar

Praia Grande

Caminhada da Adoção pretende mobilizar pessoas e informar sobre o tema

Evento acontecerá no dia 10 de julho, na praia do Bairro Canto do Forte, em Praia Grande

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software