Operação da Polícia Federal em Guarujá apura desvios na saúde

Agentes da Polícia Federal cumprem, na manhã desta quarta-feira (15), mandados de busca e apreensão para apurar um possível esquema de desvio de recursos da saúde

Comentar
Compartilhar
15 SET 2021Por Da Reportagem12h10
Secretário de educação de Guarujá foi levado para prestar depoimento na sede da Polícia Federal de SantosSecretário de educação de Guarujá foi levado para prestar depoimento na sede da Polícia Federal de SantosFoto: Reprodução

Agentes da Polícia Federal cumprem, na manhã desta quarta-feira (15), mandados de busca e apreensão para apurar um possível esquema de desvio de recursos da saúde. Até o momento, a Prefeitura de Guarujá e endereços residenciais no próprio município e em Santos já foram vistoriados pelos profissionais.

A investigação é mantida, até o momento, sob sigilo, e integra operação iniciada com o Ministério Público Estadual em janeiro de 2021, quando o órgão localizou indícios de irregularidades na administração de verbas do Ministério da Saúde, o que levou à movimentação da Polícia Federal nesta quarta-feira. Em Guarujá, os policiais estiveram no Paço Municipal, o que incluiu o gabinete do prefeito Valter Suman, e no prédio que abriga as secretarias da cidade.

Marcelo Feliciano Nicolau, atual secretário de educação de Guarujá, também foi alvo da operação e foi levado para a sede da Delegacia da Polícia Federal de Santos para prestar esclarecimentos, uma vez que a PF afirmou ter encontrado uma grande quantidade de dinheiro com Nicolau.

De acordo com a Administração Municipal de Guarujá, os agentes da Polícia Federal estiveram na Prefeitura, onde recolheram processos e outros documentos.