Obra do Centro Integrado de Vigilância em Saúde é iniciada em Guarujá

Primeiras intervenções no local iniciaram esta semana por meio de uma parceria da Universidade do Oeste Paulista (Unoeste) com a Prefeitura de Guarujá

Comentar
Compartilhar
21 OUT 2020Por Da Reportagem13h15
O projeto de recuperação da antiga UPA é da Prefeitura e os trabalhos são executados pela Unoeste, que mantém parceria com a administração municipalFoto: DIVULGAÇÃO

Nessa terça-feira (20), em Guarujá, foi iniciada a limpeza na antiga estrutura da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Boa Esperança, em Vicente de Carvalho. Esta é uma das primeiras intervenções a serem realizadas no local onde será construído um Centro Integrado de Vigilância em Saúde e Samu, em uma parceria da Universidade do Oeste Paulista (Unoeste) com a Prefeitura de Guarujá.

Além de abrigar a nova sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o futuro equipamento da rede municipal reunirá diversos serviços da Diretoria de Vigilância em Saúde, como por exemplo, controle e combate à dengue, vacinação, vigilâncias sanitária e de caráter epidemiológico. O terreno está localizado na Rua Álvaro Leão de Carmelo, na esquina com a Avenida Mário Daige.

O projeto de recuperação da antiga UPA é da Prefeitura e os trabalhos são executados pela Unoeste, que mantém parceria com a administração municipal, por meio do contrato organizativo de ação pública ensino saúde (Coapes). Inaugurada em 2012, a UPA do Jardim Boa Esperança foi desativada no final de 2016.

O projeto dessa obra envolve 4 fases: SAMU, Zoonose, Vigilância Sanitária e Perímetro da Edificação, com previsão inicial de duração de 4 meses. "A construtora contratada é a Artengi, a mesma que trabalhamos em nossos projetos dos novos campi de Jaú e Guarujá. É mais uma obra de impacto importante em benefício da comunidade local", reforça o engenheiro responsável pelo Departamento de Obras na universidade, Fabricio Bonillo.

O coordenador administrativo do campus de Guarujá da Unoeste, Dr. Geraldo Alécio de Oliveira, destaca a transformação que a chegada da Unoeste provocou na cidade. “Toda vez que uma Faculdade de Medicina chega em uma cidade, ela causa uma grande transformação social e na área da saúde. Isso melhora os serviços, a qualificação dos profissionais e a organização dos sistemas de saúde, o que gera um melhor serviço à comunidade”, afirma.

 

Vistoria do Ministério da Saúde

Na última semana, representantes do Ministério da Saúde estiveram na cidade, onde vistoriaram o terreno da antiga UPA do Jardim Boa Esperança. A vinda ocorreu devido a uma auditoria para verificar a regularidade do funcionamento de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) na cidade.

Os técnicos integram o Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e também participaram de reunião com a prefeitura. Na avaliação do secretário de saúde de Guarujá, Vitor Hugo Straub Canasiro, a equipe do governo federal fez uma avaliação positiva do espaço e do serviço (Samu) na cidade.

“Eles também ficaram satisfeitos com o nosso projeto para viabilização do Centro Integrado de Saúde, pois se trata de uma unidade com localização estratégica e a adequação das estruturas foram os destaques positivos do projeto”, conta o secretário.