Cotidiano

Em Guarujá, mulheres atendidas pelos Cras recebem qualificação profissional

Além de aprenderem sobre negócios e empreendedorismo, elas são fortalecidas emocionalmente para se recolocarem no mercado de trabalho

Da Reportagem

Publicado em 06/05/2022 às 15:45

Comentar:

Compartilhe:

Qualificação profissional para mulheres do Cras, em Guarujá / Foto: Prefeitura de Guarujá

A história de luta das mais de 20 mulheres reunidas na Capela Nossa Senhora das Graças, na Vila Alice, em Guarujá, ganhou voz no relato da dona de casa Jéssica Caroliny Bernardo Rodrigues Dantas, de 29 anos. Na terça-feira (3), durante curso de qualificação profissional gratuito oferecido pela Prefeitura de Guarujá, em parceria com o Sebrae, especialmente para as mulheres atendidas pelos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) da Cidade, cada uma delas compartilhou sua jornada.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A responsável técnica da Acessuas (Acesso ao Serviço Único de Assistência Social), Michelle Rachel de Oliveira, explica que essa troca de experiências é um dos diferenciais dessa formação, que trabalha inclusive o lado emocional.“Elas se reconhecem uma na outra e se fortalecem vendo que não estão sozinhas, apesar de todas as dificuldades. Muitas querem uma oportunidade, mas não sabem por onde começar”, explica.

Jéssica lembra que estava desesperada quando leu no Diário Oficial de Guarujá sobre a oportunidade de se qualificar. “Eu tinha muitos planos e queria fazer cursos e trabalhar, mas não conseguia nada. Quando já não tinha mais esperança, recebi uma ligação avisando que poderia fazer o curso oferecido pela Sedep (Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Portuário de Guarujá)”, diz ela.

Segundo a moradora do Pae Cará, os encontros emocionados foram bem marcantes, além de toda a bagagem profissional que recebe nas aulas. “Descobri que tenho vocação para ser empreendedora e quero abrir meu próprio negócio. Percebi que o meu sonho com o marido, dele cozinhar e eu administrar as coisas, pode ser algo real”, diz a mãe de três filhos, com a caçula, Lorena, de 3 anos, no colo.

Sem ter com quem deixar a filha, a menina a acompanha em todas as aulas. “O importante é não desistir.Se existem sonhos, as coisas podem acontecer. Eu preciso correr atrás para conseguir, mas ninguém quebrou meus sonhos em todos esses anos. Eles seguem vivos”, desabafa ela.

Atendimento
O curso de capacitação é voltado exclusivamente para mulheres atendidas pelos quatro Cras de Guarujá: Enseada, Santa Rosa, Morrinhos e Vicente de Carvalho. Na primeira etapa, são oferecidas oficinas com plano de vida, autoconhecimento e  preparação para o mundo do trabalho (como fazer um currículo e de que forma comparecer em uma entrevista de emprego). Depois, os currículos são enviados para parceiros da Prefeitura.

Na segunda fase, tornam-se temas da sala de aula desenvolvimento humano, empoderamento e empreendedorismo. Por fim, será realizada uma palestra ministrada pela assessora de Políticas Públicas para as Mulheres de Guarujá e especialista no assunto, Andréa Moreira, bacharelanda em Direito. De fevereiro a agosto, mais de 100 participantes serão qualificadas e, na conclusão do curso, haverá formatura do Teatro Procópio Ferreira. As interessadas podem procurar o Cras da sua região. Para participar, basta ser maior de 16 anos e ter até 59 anos.

A facilitadora do Sebrae, Andrea Monteiro, esclarece que é fundamental trabalhar a parte de desenvolvimento social junto com as questões relacionadas ao mercado de trabalho. “Elas terão uma ideia de negócio, mas estarão fortalecidas não só como empreendedoras, mas também como donas de suas trajetórias e líderes de suas vidas”.

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cultura

Praia Grande receberá três espetáculos gratuitos; veja quando

A Cia. Repentistas do Corpo se apresentará nos dias 19 e 20 de julho

Capital

PM atende uma das maiores ocorrências da história e apreende milhões de cigarros

No total, foram apreendidos cerca de 11,8 milhões de cigarros contrabandeados, divididos em três marcas diferentes

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter