X
Saúde

Guarujá reduz casos de dengue em 99%

A queda no percentual compara o primeiro quadrimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado

As equipes de agentes de combate a endemias contaram com o reforço de 30 novos profissionais / Foto: Prefeitura de Guarujá

Guarujá registrou 16 casos confirmados de dengue de janeiro a abril deste ano. O número é de 99% menor do que a quantidade identificada no mesmo período do ano passado, quando o Município apresentava 1.275 casos da doença. O sucesso nos índices é resultado dos esforços e investimentos que a Prefeitura de Guarujá têm feito para a prevenção e combate às arboviroses transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A Secretaria Municipal de Saúde comemora o avanço, sobretudo no ano em que o índice larvário é o maior da série histórica, com 9,7. O Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) é o indicador para as possibilidades de surto de dengue. 

O indicador considera a quantidade e o potencial de larvas do mosquito Aedes aegypti em criadouros, sobretudo em ambientes domésticos. Os dados epidemiológicos consideram índices menores que 1 satisfatórios, com sinalização verde. Já entre 1 e 3,9 é apontado o estado de alerta, com identificação amarela. Quando o LIRAa é igual ou superior a 4, a Cidade está em risco de surto, com sinal vermelho.

Em janeiro deste ano era de 9,7. No início do ano passado havia sido de 8,5. No início de 2020 alcançava 4,6 e no início de 2019 foi de 1,4.

Superação
Para fazer o enfrentamento ao risco de surto de dengue e outras doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como chikungunya, zika e febre amarela, a Superintendência de Vigilância em Saúde da Prefeitura de Guarujá mapeou as áreas de risco intensificou as ações de conscientização, prevenção e combate.

As equipes de agentes de combate a endemias contaram com o reforço de 30 novos profissionais que foram convocados, a colaboração de agentes comunitários de Saúde e do Sindicato dos Empregados em Edifícios e Condomínios (Seeclag) Guarujá, que facilitou o acesso dos agentes nos condomínios residenciais e empresariais.

O Município recebeu ainda apoio da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), do Governo Estadual, que enviou um veículo de apoio e readequou o fornecimento da quantidade de larvicida  para a demanda identificada pela Secretaria Municipal de Saúde. 

A Coordenadoria de Combate à Endemias adotou ainda a estratégia de antecipar as ações preventivas desde outubro, antes da chegada do verão quando há mais chuvas e calor, fatores determinantes para a reprodução das larvas nos focos de água parada. Com o resultado de janeiro, foram traçadas novas ações, com o trabalho de nebulização e aumento de vistorias em abordagens onde os índices locais e potenciais eram mais altos, como os bairros Pae Cará, Santo Antônio e Centro.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cubatão

Expresso Fenix ameaça parar, mas Prefeitura de Cubatão garante transporte coletivo

Administração Municipal já intimou a empresa para que mantenha a operação normal dos ônibus em sua quantidade e qualidade

Economia

Petrobras reduz preço da gasolina em 4,8%

A partir desta terça (16), a gasolina vendida pelas refinarias da estatal vai custar, em média, R$ 3,53 por litro

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software