SABESP AGOSTO DESK TOPO
SABESP AGOSTO MOB

Guarujá fecha 2019 com saldo positivo na geração de empregos, diz prefeitura

Segundo a administração municipal, a Cidade conseguiu interromper série de resultados negativos iniciada há sete anos

Comentar
Compartilhar
05 FEV 2020Por Da Reportagem13h27
As estatísticas são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria Nacional de Trabalho, ligada ao Ministério da EconomiaFoto: RAFAEL NEDDEMEYER / FOTOS PUBLICAS

A Prefeitura de Guarujá afirma que a cidade iniciou o ano com saldo positivo na geração de empregos e interrompendo a sequência negativa iniciada em 2013. De acordo com a administração municipal, o município encerrou 2019 com superávit de 27 postos de trabalho na balança que mede admissões e desligamentos. No ano, foram 12.581 novas vagas, contra 12.554 demissões.

As estatísticas são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria Nacional de Trabalho, ligada ao Ministério da Economia. Segundo o Caged, a última vez que o município encerrou um ano positivamente na geração de empregos foi em 2013.

A partir de 2014, os déficits foram sucessivos, atingindo o ápice em 2016, com o registro de 2.207 demissões a mais que as admissões. Em 2017, a curva no índice de geração de empregos começou a subir, embora ainda no vermelho, baixando para 1.702 vagas negativas, diminuindo para um déficit de 510 em 2018, até passar a ser positiva em 2019, com 27 admissões a mais em relação aos desligamentos.

DESTAQUES.
Os setores que mais colaboraram para o resultado positivo de Guarujá em 2019 foram o Comércio (150 contratações a mais que demissões) e a Construção Civil (saldo positivo de 66 postos de trabalho).

"Registrar essa retomada a partir do Comércio e da Construção Civil é algo muito positivo, pois são setores fortes e relevantes, historicamente, na Cidade", destaca o prefeito de Guarujá, Válter Suman. Ele lembra que o número de novos cadastros imobiliários em Guarujá cresceu 30% em 2019, em relação a 2016, passando de 1.070 para 1.537. "Isso nos reforça um horizonte de muito otimismo", acrescenta.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Portuário, Alexandre Trombelli, comemora o resultado e prevê uma curva ascendente para a Cidade a partir de 2020. "Temos uma agenda voltada ao empreendedorismo e, além disso, na medida em que o cenário nacional melhorar, Guarujá irá incrementar seus índices de forma progressiva, também", analisa.